Uma jovem norte-americana perdeu sua vida de uma forma muito ingrata. Como informa o canal americano “Sky News”, Jessica Smith, uma jovem mãe de 29 anos, estava em seu carro, quando viu um caminhão completamente destruído na estrada. Ao lado de seu primo, a jovem heroína foi rapidamente espreitar para perceber o que estava acontecedo e se todos os passageiros estavam bem. Porém, Jessica não calculou bem seus passos e acabou morrendo, caindo de cabeça, de uma ponte a mais de sete metros de altura, na Carolina do Sul.

Quem não olharia para trás se ouvisse alguém gritando por socorro? Jessica Smith, como dizem seus familiares, sempre procurou ajudar quem mais precisava, porém essa sua personalidade carinhosa acabou por levá-la à morte.

Publicidade
Publicidade

Ouvindo gritos de socorro de um homem, que se encontrava em um lugar muito escuro, Jessica deu um passo a mais do que poderia, acabando por cair de uma ponte, como afirma a imprensa internacional.

Na verdade, a jovem mãe tinha ouvido muito bem os gritos de socorro de um homem que tinha visto seu caminhão ser completamente destruído em um acidente rodoviário. Segundo as autoridades locais, esse homem acabou por sobreviver ao acidente, sorte diferente teve Jessica Smith, que deixou uma filha de apenas 9 anos sem mãe, apenas por tentar fazer o bem para aqueles que mais precisam de ajuda e auxílio, mesmo que sejam completamente desconhecidos.

A menina vai ficar agora aos cuidados da irmã da vítima, Hope Smith, que falou à imprensa internacional que a sua irmã era um anjo de pessoa, pois largava sempre tudo para ajudar os outros, tendo morrido precisamente fazendo algo que sempre defendeu e apoiou durante toda a sua vida.

Publicidade

Na cidade e nas redes sociais, a notícia está atormentado milhares de pessoas, que não conseguem acreditar como uma jovem mãe pode morrer desse jeito, principalmente quando tentava ajudar outro ser humano em dificuldade. O destino voltou a pregar uma enorme peça, tirando a vida a Jessica, que é nesses dias considerada a heroína nacional. #Família #Blasting News Brasil #Casos de polícia