A atriz Pamela Anderson colocou todo o seu glamour e beleza de lado e viajou a capital alemã para prestar assistência aos #Refugiados sírios que chegaram recentemente à Berlim por causa da guerra em seu país.

A moça foi para um dos 75 centros de acolhimento aos refugiados do país e agradeceu ao tratamento recebido pelos abrigados no local. O agradecimento oficial foi feito em seu Twitter e Instagram.

Pamela aproveitou para divulgar uma foto com um refugiado cadeirante para alertar as pessoas sobre a importância de ajudar os refugiados, pois eles estão em situações muito difíceis e só no centro em que ela visitou haviam 350 pessoas, sendo 150 delas, crianças.

Publicidade
Publicidade

Em seu Instagram, a atriz contou que o homem dessa foto está separado de seu filho e sua esposa há sete meses, pois eles ainda estão na síria. Milhares de pessoas estão na mesma condição, onde parte de famílias viajam e outras ficam para trás em busca de ajuda, dinheiro para viajar ou aguardando que algum parente consiga refúgio para que eles possam viajar também, uma vez que a condição de refugiado se estenderia aos familiares do refugiado.

Pamela também elogiou a estrutura do centro de acolhimento, que tem atendido muito bem as pessoas que chegam desamparadas, exaustas e famintas ao país. As atrizes Emma Thompson e Angelina Jolie também já chamaram a atenção do mundo sobre a frágil condição dos refugiados na Europa.

Publicidade

Muitos morrem durante o percurso, como ocorreu com o menino Aylan e sua família há três semanas.

A ACNUR, órgão da ONU voltada para os cuidados com os refugiados, tem aceitado doações de qualquer cidadão, incluindo alimentos não perecíveis, produtos de limpeza, medicamentos, roupas e calçados.

Fuga constante

Há duas semanas o mundo ficou surpreso com a quantidade de refugiados que adentraram a Alemanha em um final de semana. Poucos dias depois, a Hungria voltou a fechar a sua fronteira e um vídeo foi divulgado de uma repórter húngara chutando sírios que fugiam da polícia com a roupa do corpo e crianças.

Cerca de quatro dias depois, outro vídeo foi divulgado. Dessa vez, as imagens mostravam os refugiados sendo alimentados feito animais, com lanches sendo lançados no ar por agentes húngaros.  #Famosos #Crise migratória