Mais um momento emocionante protagonizado pelo Papa Francisco está comovendo o mundo. Desde o Vaticano, em Roma, o Papa falou a vários grupos paroquiais sobre a importância da evangelização. Mais de cinco mil pessoas estavam presentes e escutaram  Francisco falar do processo de andar de #Igreja em igreja, espalhando e divulgando a palavra de Jesus Cristo. No final, o momento mais terno aconteceu quando o Papa abraçou um menino, que não escondeu as emoções. 

As imagens estão correndo o mundo. Nelas se vê toda a alegria da criança por estar nos braços do Papa Francisco, de 78 anos. Foi já no final do discurso que o Papa ergueu o menino, que foi mesmo a estrela do Vaticano.

Publicidade
Publicidade

Por uns minutos, a criança se regozijou, sorriu, bateu palmas e fez as delícias de todos os presentes que se emocionaram com mais este gesto muito puro do Papa Francisco. 

Na oração, o Papa falou da importância da evangelização e do papel dos missionários, e pediu para que eles continuem seu importante trabalho, divulgando a #Religião católica. Pediu ainda para os missionários não julgarem uns aos outros, nem aos outros elementos da Igreja, como conta o jornal Daily Mail

De saída da Europa, o Papa viajará até Cuba e Estados Unidos da América, mais no final deste mês de setembro. Francisco está sendo fundamental na pacificação entre os dois países e vai agora ser recebido por Raul Castro, presidente de Cuba. O Papa chegará em Cuba em 19 de setembro e começará uma visita por Havana, onde obras estão sendo feitas para receber o pontífice.

Publicidade

Os moradores estão muito animados com a visita e também pelas obras de melhoramento da cidade. Francisco terminará sua visita em Santiago de Cuba, no dia 22, de onde partirá para os Estados Unidos da América no mesmo dia. 

Vale lembrar que o Papa Francisco foi determinante na mediação das relações diplomáticas entre Cuba e Estados Unidos. Depois de mais de cinquenta e quatro anos de inimizade, Francisco uniu os presidentes Barack Obama e Raul Castro, promovendo a união dos dois povos novamente. #EUA