Uma modalidade se espalhou por todo mundo, o ato de tirar fotos em situações de extremo perigo. As selfies são fotos que podem ser tiradas por meio de um celular, ou máquina fotográfica, podendo ser usado também um bastão com um maior comprimento. Hoje em dia, as selfies são tiradas constantemente em situações de extremo risco. Há alguns dias, um jovem morreu ao tentar tirar uma selfie pendurado em um edifício.

Tirar fotos pendurado em um edifício, ou deitado em trilhos de trens, além de ser um risco desnecessário, pode ter consequências graves. Cresceram nos últimos meses notícias de pessoas que morreram ao tentar tirar selfie, e isso tem se repetindo com frequência. Foram apurados pelo site Mashable, a morte de 12 pessoas tirando selfies, sendo uma delas há apenas alguns dias.

Publicidade
Publicidade

O jornal britânico Mirror informou que um adolescente russo, Andrey Retrovsky, caiu de um edifício enquanto tentava se fotografar. O governo russo, com grande preocupação com esse assunto, criou uma ação informativa sobre os perigo desse tipo de fotografia. “Nem milhares de curtidas nas redes sociais valem correr tamanho risco”, disse o Ministério do Interior russo, após o país registrar alto índice de morte.

Eis abaixo, alguns casos de vítimas fatais, devido a tentativa de tirar selfie.

Um turista veio a óbito após cair da escada do monumento Taj Mahal, na Índia, o acidente ocorreu no fim de setembro. O turista, que estava acompanhado de outras três pessoas, não foi o único a cair, um dos seus amigos tropeçou e quebrou uma das pernas na queda. Vários outros turistas também morreram nesse mesmo local após caírem tentando tirar uma selfie.

Publicidade

Fazer selfies com armas de fogo

Há registros de pessoas que morreram ao tentar fazer selfie com arma de fogo. Em agosto deste ano, um jovem de 19 anos do Texas, nos Estados Unidos, Deleon Alonso Smith, morreu após ser baleado com a própria pistola ao tentar tirar uma selfie. Outra vítima foi uma mulher que trabalhava em um escritório em Moscou, ela foi baleada na cabeça quando tentava tirar uma foto de si mesma com uma pistola apontada para sua cabeça, e também foi a óbito.

Selfies em pontes ou edifícios

Tirar fotos de si mesmo em pontes ou edifícios altos tornou-se “moda”, uma das mais perigosas dos últimos tempos. Houve outro caso além do já citado, Retrovsky, uma mulher de 21 anos, também russa, morreu ao cair de uma ponte, próxima ao Centro Internacional de Negócios de Moscou. #Celular #Comportamento #Blasting News Brasil