Neymar está correndo sérios riscos com a justiça, depois do Santos ter enviado à FIFA um pedido de suspensão de seis meses para o craque do Barcelona. Segundo informa a “Globo”, o time brasileiro afirma que o jogador e seu empresário não cumpriram com o acordo que tinha feito com o clube, na altura da polêmica transferência para o Barcelona em 2013. Como dizem os regulamentos, caso Neymar tenha mesmo enganado o Santos ele pode cumprir essa suspensão, mas seu representante já veio afirmar que esse pedido é “absurdo”.

A polêmica contratação de Neymar para o Barcelona continua sendo matéria na imprensa internacional e nacional.

Publicidade
Publicidade

Depois de se ter provado que o Barcelona agiu ilegalmente nesse processo, ficando todo esse ano de 2015 sem poder fazer qualquer contratação por causa disso, parece que também o jogador brasileiro não cumpriu com o que estava presente em seu contrato.

Contudo, o empresário do atacante do Barcelona já esclareceu tudo o que aconteceu e confessa que esse ato dos Santos é muito absurdo. “É inconstitucional o que estão fazendo ao jogador Neymar, proibir alguém de trabalhar é ilegal. Eu não estou muito preocupado com esse pedido não, mas como é óbvio vamos já tratar de tudo com o pai de Neymar e todo o departamento jurídico dos clubes, Quem deu o aval para a contratação do menino foi o Santos e na altura eles estavam satisfeitos e acordaram com tudo”, afirmou o empresário do jogador, em resposta ao Santos, como informa a imprensa internacional.

Publicidade

Porém, pelo menos de imediato, a FIFA, tal como fez com a proibição do Barcelona, vai analisar todos os dados apresentados pelo Santos, que garante que o jogador cometeu certas ilegalidades e por isso não pode jogar futebol nos próximos seis meses, tal como dizem os regulamentos. Caso se confirme o pior dos cenários para o Barcelona, um dos seus craques fica suspenso por muito tempo tal como Messi que também está enfrentando problemas sérios com a justiça, podendo mesmo ficar preso nos próximos dois anos. O que será do Barcelona se tais punições se confirmarem? #Futebol Internacional #Investigação Criminal #Corrupção no futebol