Um menino de dois anos está entre a vida e a morte após ter se engasgado com uma uva durante a refeição. Jacob Jenkins estava com seus pais, mas nem uma rápida assistência conseguiu evitar um episódio bem trágico. O menino se encontra em coma induzido, em um hospital de Hartlepool, na Inglaterra, mas tem ainda uma longa provação pela frente. Os pais temem que o menino não volte a acordar. 

Tudo aconteceu na tarde da última sexta-feira, dia 9 de Outubro, durante um almoço em #Família na Pizza Hut, lá em Hartlepool. Jacob ficou com uma uva alojada em sua garganta. Os pais contaram para a imprensa inglesa que um socorrista do restaurante acudiu logo o menino, enquanto o pai, David Jenkins, saiu correndo pedindo ajuda.

Publicidade
Publicidade

Assim que os paramédicos chegaram no local, iniciaram manobras e levaram o menino em uma ambulância aérea para o hospital. Eles só conseguiram tirar a uva com uma tesoura de cirurgia.  

Segundo informações do jornal Mirror, o coração de Jacob teria parado por volta de 30 minutos, mas os paramédicos conseguiram recuperar o batimento cardíaco do menino ainda antes dele ser lavado ao hospital

A condição de Jacob é preocupante e os médicos tiveram que colocá-lo em coma induzido durante a tarde de sexta-feira. Jacob está ligado às máquinas, mas com grande apoio médico. Nesta segunda-feira, dia 12, as informações apontam para um estado crítico da saúde do menino e os médicos não garantem que ele vá acordar. 

"Não pedimos milagres, não esperamos perfeição. Só queremos que ele volte para a gente", disse à mãe, Abigail Wilson, citada pelo jornal Mirror

Se o estado debilitado de saúde de Jacob não tiver alterações até a quinta-feira, os médicos pensam em tirar ele do coma induzido, esperando que ele consiga reagir e acordar.

Publicidade

Os médicos também não sabem ainda que danos terá o menino quando acordar. A mãe contou que Jacob é muito "forte" e bem "determinado" e tem esperança que ele use essas qualidades para lutar um pouco mais e sair dessa situação desesperante. 

Enquanto o menino de dois anos luta pela vida no hospital universitário James Cook, a mãe vai agradecendo todo o apoio que vem recebendo e pede para que continuem a rezar com ela pelo menino. 

Abigail Wilson agradece também para equipe da Pizza Hut, que ajudaram logo na assistência ao menino. Aliás, o restaurante de Hartlepool esteve fechado durante o final de semana. "Nosso pensamento e preocupação estão com essa criança e sua família nesse momento tão difícil", falou um porta-voz da Pizza Hut, em declarações ao jornal Mirror#Blasting News Brasil #sistema de saúde