A policia foi chamada na noite dessa quinta-feira, após vizinhos encontrarem os corpos de uma família já sem vida dentro da própria casa. O casal de idosos e o filho foram encontrados em um condomínio de chácaras em Atibaia, eles foram assassinados com tiros na cabeça. Segundo a Polícia Civil, os vizinhos das vítimas afirmaram, que ouviram disparos por volta das 20h30 , porém, a policia só foi acionada cerca de duas horas depois. De acordo com o porteiro, um dos bandidos teria fugido com o carro da família. O filho do casal, Antônio Alexandre de Oliveira, de 39 anos não morava na casa com os pais, o que leva a crer que ele tenha visto os bandidos se aproximando e ao tentar defender os pais acabou sendo alvejado.

Publicidade
Publicidade

Ele foi o único que recebeu mais de um disparo.

A polícia está seguindo várias linhas de investigação, entre elas, execução, envolvimento com o tráfico de drogas e latrocínio, já que o carro da família foi levado. Antônio Rodrigues de Oliveira, de 69 anos, foi encontrado dentro da casa, já a mulher, Cleusa Siqueira de Oliveira, de 65 anos e o filho do lado de fora da residência. As posições dos corpos indicam que eles tentaram fugir dos criminosos. Apesar de a casa ter sido encontrada totalmente revirada, nada de valor foi retirado do local, apenas o carro da família foi subtraído.

Assim que ficaram sabendo do ocorrido, familiares das vítimas estiveram no local e estão ajudando nas investigações. Câmeras de segurança da região estão sendo analisadas a fim de tentarem encontrar os suspeitos.

Publicidade

Outra coisa que chamou a atenção dos policiais foi o armamento pesado usado para matar a família, no local foi encontrado cápsulas de calibre ponto 40 que é de uso exclusivo da policia e do exército.

Para a policia muita coisa ainda precisa ser explicada, os vizinhos não querem falar sobre o caso e ninguém sabe dizer por que demoraram tanto para avisarem a policia sobre o #Crime. De acordo com o porteiro o casal morava no condomínio há cerca de cinco anos e nunca haviam causado problemas. “Eles eram um casal tranquilo, nunca tivemos problemas com eles e nem ficamos sabendo de algum envolvimento com coisas erradas”. Disse o porteiro. #Investigação Criminal #Casos de polícia