Um operário do Departamento de Transportes do Texas, nos Estados unidos, escorregou enquanto realizava manutenção numa ponte na cidade de Houston e ficou pendurado por quase uma hora na Houston Ship Channel, ponte famosa na cidade.

Por sorte, ele conseguiu utilizar os equipamentos de segurança enquanto esperava pelo corpo de bombeiros. A altura em que ele ficou media 135 pés, o equivalente a 42 metros de altura. Ele estava trabalhando na parte 610 East Loop acima do rio Buffalo Bayou.

O incidente ocorreu por volta das 16 horas, e foram utilizadas escadas para chegar até o operário que estava pendurado por apenas um cabo.

Publicidade
Publicidade

Ele foi içado usando um sistema de tripés e polias e foi levado para a ponte Sidney Sheman através de um bueiro existente na ponte em que o mesmo se encontrava.

O trânsito no local foi interrompido durante todo o procedimento de resgate, que devido à cautela necessária, levou mais de uma hora para acabar. Emissoras de TV locais exibiram todo o salvamento ao vivo.

Mario Gordon, Capitão do Departamento de Bombeiros de Houston disse: "Nós pedíamos a ele que mantesse a calma, balançasse os pés para manter o sangue circulando e fluindo para as pernas pois nós certamente iríamos suceder em tirá-lo daquela situação." Os paramédicos estavam com medo de que a circulação sanguínea do operário parasse de fluir normalmente, ela havia sido cortada por tanto tempo, que se voltasse à tona caso ele tivesse algum momento de adrenalina, a acidez sanguínea transmitida por todo o corpo poderia ser letal.

Publicidade

Mas a equipe de resgate estava apta a tratá-lo ali mesmo, imediatamente. Todos esperam que o trabalhador tenha uma boa recuperação, segundo Gordon: "É gratificante saber que você fez a diferença na vida de alguém, salvando sua vida e é para isso que estamos aqui".

De acordo com o site de notícias Click2Houston, o operário foi levado ao hospital Memorial Hermann, mas ainda não existem notícias sobre seu estado de saúde, apesar de aparentemente ele não ter tido ferimento algum. #EUA #Blasting News Brasil #É Manchete!