Mais um massacre dentro de uma universidade nos Estados Unidos chama a atenção do mundo. A barbárie aconteceu nesta quinta-feira (1) no estado de Oregon. Segundo informações dadas pelo portal de notícias G1, o atirador deixou 20 feridos, entre eles, alguns em estado grave, o número de mortos pode chegar a 15.

Entenda como o massacre na universidade aconteceu

A Procuradoria do Estado Americano de Oregon afirmou que nesta quinta-feira (1) um jovem atirador de 20 anos invadiu a Universidade Comunitária do Estado do Oregon - Umpqua Communnity College, onde feriu várias pessoas e matou pelo menos outras 15. A polícia local afirma que o atirador foi morto em uma troca de tiros com os policiais e sua identidade ainda não foi revelada.

Publicidade
Publicidade

O campus da universidade que fica na cidade de Roseburg permanece fechado.

O massacre na universidade aconteceu por volta das 10h40 horário local, 14h40 horário de Brasília, a polícia foi acionada e chegou minutos depois dos primeiros tiros serem disparados.

Aluna relata momentos de terror

Uma estudante de 18 anos, que presenciou o ataque do atirador, relatou a um jornal local que o jovem entrou em uma sala de aula e matou o professor com um tiro na cabeça e ordenou que todos os alunos se deitassem no chão, em seguida, ele mandou que cada um dos alunos se levantasse, dissesse qual era sua religião e disparou várias vezes. A aluna relatou ainda que todos entraram em pânico e que ela pensou que iria morrer.

Informações dadas pela CNN dão conta que a faculdade tem alunos com a idade média de 38 anos, que é uma instituição voltada para aqueles que querem mudar de carreira.

Publicidade

São 3.000 alunos que frequentam a universidade em tempo integral e um total de 16.000 alunos passam pelo campus diariamente, frequentando diversos cursos ministrados no local.

Veja o que a polícia já apurou

De acordo com o xerife do condado de Douglas John Hanlin, apenas um atirador foi encontrado no campus da universidade, que o mesmo estava morto e não representava mais perigo para aqueles que frequentam a universidade e para os moradores da região. Segundo ele, o número de mortos pode chegar a 15. 

O estado do Oregon é um dos únicos estados dos #EUA que permite a entrada de alunos armados nos campus universitários. #Blasting News Brasil #É Manchete!