A Grécia ultimamente tem sido assunto recorrente na mídia pelos embates políticos e crises econômicas que tem atravessado. Mas este período de dificuldade não foi o 1.º vivido pelos gregos ao longo de sua história, pois em 28/10/1940 a Grécia foi intimada pelos países do Eixo a dar as suas terras para que nazistas e fascistas passassem por elas, o que foi respondido com um sonoro "Não!" (“Oxi” em grego). A data é comemorada na Grécia, Chipre e em todas as comunidades gregas do mundo a cada 28/10 como lembrança da repulsa do 1.º ministro grego da época, Ioannis Metaxas, a ordem do ditador facista da Itália, Benito Mussolini, justamente em 28/10/1940. 

O embaixador italiano na Grécia determinou a Metaxas as 4 da manhã, depois de uma festa na embaixada alemã em Atenas, que o país concedesse sem pestanejar, que as tropas do Eixo adentrassem e ocupassem alguns pontos estratégicos em território grego ou caso contrário, seria massacrada pelos italianos.

Publicidade
Publicidade

A resposta simples não foi um mero όxi (não!), mas a resposta verdadeira foi: “Alors, c’est la guerre” (“Então é a guerra”). 

A tropas italianas que estavam no então protetorado italiano da Albânia, atacaram sem dó a fronteira grega às 5:30 da manhã, este evento marca o ingresso da Grécia na 2.ª Guerra Mundial. Os gregos em 28 de outubro foram para as ruas gritando “não” e de 1942 em diante, passou-se a ser comemorado este dia por aquele povo. Sim, a Grécia conseguiu vencer a Itália. Foi a 1.ª vitória contra o Eixo e Hitler percebeu rapidamente que deveria auxiliar Mussolini contra a Grécia.

Mesmo diante de todo este fundo histórico de patriotismo e defesa da nação, a pergunta atual é: será que os gregos continuarão demonstrando todo este fervor democrático? Deve ser lembrado que o parlamento da Grécia liberou em 17/10/2015 o 1.º pacote de reformas dos novos legisladores, conforme determinação dos credores dos helênicos para que estes recebam a nova parcela do 3.º pacote financeiro e iniciem uma porção de medidas fiscais a serem feitas nas próximas semanas.

Publicidade

Pronunciando-se no plenário, o 1.º ministro Alexis Tsipras afirmou que o pacote não inclui nenhuma ação que já não fosse do conhecimento geral desde agosto, ocasião da assinatura do resgate. O valor da parcela é de 2 bilhões de euros frente ao resgate total de 86 bilhões. O aumento dos juros para a população, elevação da idade para se aposentar, a extinção gradativa das benesses fiscais dos agricultores e a junção de todas as caixas de previdência serão algumas das provas de fidelidade e patriotismo do povo grego aos seus governantes. 

Na 2.ª Guerra Mundial, o estadista Winston Churchil afirmou que: “os gregos não lutam como heróis, mas os heróis lutam como os gregos”, que acabou sendo mais um estímulo para a data de 28/10 ser comemorada anualmente com desfiles estudantis e militares, onde os prédios públicos e residências têm as bandeiras gregas hasteadas, mas e agora que a guerra é econômica, como o comportamento da Grécia afetará o próprio país e a ordem mundial? #Curiosidades #Europa #Ataque