Hoje (19) a OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte) iniciou o maior treinamento militar desde 2002. Durante mais de um mês, mais de 30 países e 35.000 militares estarão envolvidos nos chamados "jogos de guerra". Portugal, Espanha e Itália são os países destinados ao treinamento este ano na #Europa. O início do treinamento se dá em um momento de tensão entre a Europa, o Oriente Médio e a Rússia. O país comandado por Vladimir Putin está reforçando a presença militar no mar Báltico e a Síria.

OTAN

A Organização do Tratado do Atlântico Norte, também conhecida por Aliança Atlântica, é um tratado militar que envolve quase 30 países.

Publicidade
Publicidade

O acordo foi assinado em abril de 1949 e desde então atua e interfere em momentos de crise e tensão no mundo. Qualquer país, que não participe desta aliança militar, e que ataque algum membro da OTAN é respondido de forma militar com a união destes países.

A sede da OTAN fica na Bélgica e é composta por países da América do Norte e da Europa. Os últimos países que se associaram a aliança militar foram a Albânia e a Croácia. Os gastos militares com a Organização do Tratado do Atlântico Norte somam quase 70% dos investimentos militares em todo o mundo. Os países que fazem parte desta aliança investem valores superiores a 2% do PIB (Produto Interno Bruto) em treinamentos, equipamentos e mantém a OTAN como uma grande potência militar.

Guerra Civil da Síria

As batalhas na Síria iniciaram em março de 2011.

Publicidade

Contrários ao governo do ditador Bashar al-Assad estão em guerra e a história se inicia durante a Primavera Árabe, quando a população de alguns países árabes (Tunísia, Líbia e Egito), se revoltam contra seus governantes e pretendem, através de uma revolução, tirá-los do poder. À partir de 2012 a ONU (Organização das Nações Unidas) e a Cruz Vermelha classificaram o conflito como #Guerra Civil.

De acordo com os Direitos Humanos, de 2011 até 2014 (3 anos), mais de 140.000 pessoas teriam sido mortas nesta guerra. Milhões de sírios estão fugindo dos conflitos em direção à Europa, gerando mais um problema humanitário além da guerra, que é a crise dos imigrantes sírios. São quase 6 milhões de pessoas que já ultrapassaram as fronteiras do país e agora buscam uma nova vida.

Rússia contra a Europa e EUA

O país governado por Vladimir Putin apoia o regime de Bashar al-Assad e, dessa forma, entra em conflito com a Europa e os #EUA que apoiam os rebeldes que querem derrubar o governo do ditador sírio. O treinamento da OTAN ocorre em meio às tensões na Síria e aos países que apoiam ou são contrários ao comandante da Síria.