Jewel Shuping, uma jovem de 30 anos, tem um grave transtorno mental que, segundo a imprensa internacional, leva a que uma pessoa totalmente saudável tenha que ter algum problema de saúde para se sentir bem. Como garante o jornal “Daily Mail”, a norte-americana tinha como grande sonho de sua vida ser cega, tal como seu ex-namorado, e não teve medo de se submeter às maiores atrocidades para conseguir cumprir com seu desejo. Em uma experiência muito dolorosa, Jewel colocou um produto químico muito forte em seus olhos, durante seis meses. No final, apesar das tentativas dos médicos da Carolina do Norte, a jovem conseguiu ficar totalmente cega.

Enquanto milhões de pessoas cegas nesse mundo dariam tudo para ter um minuto para ver as pessoas que mais amam, Jewel Shuping é um dos raros exemplos de uma pessoa que pretende deixar de ver para se sentir realizada.

Publicidade
Publicidade

Para cumprir com seu sonho, começou desde menina a olhar diretamente para os raios solares durante horas e, a partir dos seus 18 anos, como consequência desse comportamento, andava sempre de óculos escuros, por não conseguir aguentar as radiações. Porém, em 2006 tudo mudou com a ajuda de um psicólogo.

“Os olhos pareciam que estavam saltando fora das minhas órbitas oculares. O produto químico que meu psicólogo e eu usávamos no violento tratamento muitas vezes me deslizava pela cara, queimando meu rosto. Eu só consegui aguentar tanta dor porque sabia que no final o meu sonho iria se concretizar, ficar finalmente cega”, contou Jewel Shuping sem problemas ao jornal “Daily Mail”.

O tratamento durou seis meses e, mesmo quando vários médicos tentaram recuperar a visão da jovem, o estado de seus olhos era tão ruim que nada podia ser feito.

Publicidade

Quando souberam o que Jewel havia feito, sua família e amigos deixaram de  apoiá-la, sendo que ela apenas se sustenta graças a seu ex-namorado, também ele cego, que lhe dá de comer. “Eu sou finalmente uma mulher feliz. Espero que com minha história consiga motivar mais pessoas com minha doença a agirem e procurar ajuda, para se sentirem bem finalmente”, finalizou assim a jovem. #Doença #Blasting News Brasil