Mais uma tragédia abala o mundo da aviação e deixa a população mundial transtornada. Com maioria de passageiros russos, um Airbus-321, que pertencia à companhia GagalimAvia, da Rússia, caiu no Egito, na península do Sinai, minutos após sua decolagem, nesse sábado (31). Havia 217 passageiros e sete tripulantes a bordo. Ainda com causas desconhecidas, o Airbus-321, decolou às 3h51 (1h51 horário de Brasília) de uma região turística de Sharm el-Sheikh, que se localiza no Mar Vermelho. Ele tinha como destino São Petersburgo, na Rússia, e deveria chegar um pouco depois do meio dia, horário local.

Rosaviatsiya, órgão de aviação Russo, comunicou através de uma nota oficial, que após 23 minutos de sua decolagem o avião parou de fazer contato com o controle aéreo  do Chipre, desaparecendo do radar em seguida.

Publicidade
Publicidade

Rosaviatsiya informou ainda que no momento do desaparecimento, o avião estava a 30.000 pés de altitude (cerca de 9.144m). Já foram localizados destroços do avião em uma área montanhosa na região de Hassana, que fica localizada ao sul da cidade de Arish, no norte do Sinai, segundo nota divulgada pelas autoridades de aviação civil do Egito. Mais de 100 corpos, sendo 5 crianças, foram encontrados até o momento por membros das equipes egípcias de busca e resgate. Um oficial informou à agência de notícias Reuters: "Agora vejo uma cena trágica, um monte de mortos no chão e muitos morreram ainda atados a seus assentos."

O avião se partiu em dois. A parte pequena, que ficou queimada, ficava na extremidade da cauda; e a parte maior, colidiu com uma rocha. Militares egípcios, que preferiram ter suas identidades preservadas, informaram à agência de notícias Associated Press, não haver sobreviventes.

Publicidade

Vladimir Putin, presidente da Rússia, mandou equipes de emergência russas para o local do #Acidente e expressou suas "sinceras condolências" aos familiares das vítimas. Os familiares das pessoas que estavam no avião se aglomeram no aeroporto de São Petersburgo, na Rússia, atrás de informações e na esperança de haver algum sobrevivente.

Em março, um avião caiu no sul da França com 155 pessoas a bordo. #Europa