Foi registada a morte de um homem e quatro pessoas feridas durante a noite de sábado e a madrugada deste domingo, dia 18 de outubro, devido a um tiroteio ocorrido no festival "ZombiCon" na Flórida em Fort Myers, nos Estados Unidos da América. Foram baleadas no total cinco pessoas - uma dessas pessoas morreu imediatamente no local do crime e as outras quatro pessoas não sofrem risco de morte.

O incidente ocorreu antes de o festival "ZombiCon" fechar. Após os tiros, todas as pessoas que se encontravam na multidão começaram a entrar em pânico. Segundo o portal "The News-Press", muitas foram as pessoas que conseguiram filmar o tiroteio com os seus celulares.

Publicidade
Publicidade

De acordo com a polícia local, essas gravações por parte das pessoas que conseguiram filmar o sucedido poderá ajudar bastante na investigação pois vai ajudar a recuperar a imagem do #Crime

O festival "ZombiCon" é realizado desde 2005 e consiste num evento em que todos os participantes usam trajes de mortos-vivos. É um evento de caridade que ocorre todos os anos no mês de outubro e que atrai milhares e milhares de pessoas de todo o mundo e é considerado por muitos amantes deste evento como sendo o maior encontro de zumbis da Flórida e talvez de todo o mundo. Na edição do festival "ZombiCon" deste ano foram esperadas mais de vinte mil pessoas. 

Segundo dados recolhidos pela NBC News e pela Fox News, a polícia registou que o tiroteio no evento realizado na Flórida aconteceu por volta das 23:15 horas.

Publicidade

A polícia confirmou que está à procura de um suspeito. A polícia local também declarou que os quatro sobreviventes encontram-se em tratamento no hospital, mas que não sofrem risco de morte.

Os organizadores do evento que atrai milhares e milhares de pessoas à Flórida nos mês de outubro publicaram na sua página do Facebook que se estão chocados e profundamente tristes com o sucedido e que o mais importante para eles é a segurança de todos os participantes no evento. Acrescentaram ainda que apoiam toda a família e amigos dos envolvidos no incidente. #Violência #Casos de polícia