Autoridades francesas disseram que sete terroristas participaram dos ataques na noite de sexta-feira (13). As autoridades belgas prenderam sete outros homens em conexão com os ataques. Quatro foram oficialmente nomeados. Três dos agressores foram mortos, e um  homem procurado, mas os detalhes surgiram sobre outros suspeitos de envolvimento.Entre eles estão três irmãos: um morto, um preso e um foragido.

O mentor

As autoridades francesas buscam Abdelhami Abaaoud, um belga de 27 anos ligado a uma célula terrorista com sede em Bruxelas, tido como o mentor dos ataques em Paris. Ele continua foragido, acredita-se que esteja na Síria.

Publicidade
Publicidade

Ele foi ligado por oficiais franceses pelos os ataques frustrados à um trem em agosto desse, além de outro plano para atacar Paris em abril. Abaaoud tem sido descrito como o cabeça de uma célula terrorista belga que as autoridades tentaram desmembrar em janeiro, dias depois do ataque ao jornal satírico Charlie Hebdo. Essa operação culminou na prisáo de 13 Jihadistas.

Atiradores do Bataclan

1. Omar Ismaïl Mostefai de 29 anos foi o primeiro nomeado pelas autoridades francesas. É de origem argelina e cresceu em Courcouronnes, ao sul de Paris; ele tinha uma ficha criminal por crimes pequenos. Foi identificado por impressões tiradas de um dedo cortado encontrado na sala de concertos Bataclan, onde ele detonou seu cinto de explosivos

2. Samy Amimour, um francês de 28 anos de idade, foi nomeado na segunda-feira como o outro homem-bomba no Bataclan.

Publicidade

Nasceu em 15 de outubro de 1987 no subúrbio de Drancy, Paris. Amimour supostamente trabalhou como motorista de ônibus em Paris até 2012. Também nesse ano, ele teria sido cobrado em uma investigação de #Terrorismo e colocado sob supervisão judicial. No entanto, ele saiu do radar e foi objeto de um mandado de captura internacional.

Homens-bomba do Stade de France

3. Outro atacante que viveu na Bélgica foi nomeado pelo Washington Post como Bilal Hadfi, embora ele ainda não foi oficialmente identificado pelos promotores franceses. Relatórios belgas sugerem que Hadfi  era do norte de Bruxelas e tornou-se radicalizado no ano passado.

4. Outro invasor que detonou seu colete de explosivos fora do Stade of France estava carregando um passaporte sírio em nome de Ahmad Almohammad, de 25 anos. Um comunicado do gabinete do promotor disse que o passaporte continua a ser verificado, mas que as impressões digitais correspondente ao de alguém que entrou Europa através da ilha grega de Leros, em outubro.

Publicidade

5. Salah Abdeslam, de 26 anos, fugiu após os ataques. Abdeslam é responsável por ter alugado um Volkswagen preto usado pelo grupo que atacou a sala de concertos Bataclan. Ele nasceu e viveu na Bélgica, embora a polícia francesa o descreva como francês. Nas primeiras horas após os ataques, a polícia francesa parou Abdeslam e outros dois homens perto da fronteira com a Bélgica, mas permitiu-lhes para ir em seu caminho porque seus nomes não estavam na lista de procurados.

6. Brahim Abdeslam, o irmão do atacante fugitivo Salah Abdeslam, foi identificado pelos promotores como o homem que alugou um veículo de assento utilizado nos ataques. Ele realizou o ataque suicida no café Comptoir Voltaire. Brahim, 31, era um cidadão francês que morava na Bélgica.

A polícia investiga outros nomes que podem estar ligados ao atentado em Paris, mas estes ainda não foram revelados à imprensa.