É mais uma notícia que está preocupando o mundo. A Turquia abateu hoje um avião militar russo perto da sua fronteira com a Síria. O Governo turco informou que um caça da Força Aérea do país liderado por Vladimir Putin, foi abatido depois de ter violado repetidamente o espaço aéreo do país e após ter ignorado dezenas de avisos emitidos pelas suas forças de defesa. 

Foi a agência de notícias Anadolu quem deu a primeira notícia. A agência citou várias fontes oficiais que indicavam que o avião, um SU-24, tinha sido atingido por um caça turco. O derrube do avião seguiu o protocolo de defesa do país e as fontes do Governo revelaram que tudo aconteceu perto de Bayirbucak, uma zona próxima da fronteira da Síria.

Publicidade
Publicidade

Do lado da Rússia a notícia não foi negada, no entanto, a agência Sputnik apresentou outras versões para os fatos. “De acordo com relatórios preliminares, o avião foi atingido em um #Ataque a partir do solo”, disse o porta-voz do Governo da Rússia, Dmitri Peskov.

Peskov emitiu um comunicado onde diz considerar a queda do SU-24 como sendo um incidente muito grave, no entanto, revelou que o Kremlin não vai agir, nem fazer mais declarações sobre o assunto, até que um relatório final seja concluído. Peskov informou ainda que, as causas da queda do avião ainda não estão completamente esclarecidas. No entanto, afirma que a aeronave não estava no espaço aéreo turco, mas sim em território sírio. A presença de aviões russos nos céus da Siria intensificou-se depois de se confirmar a responsabilidade do Estado Islâmico no atentado que destrui um avião comercial russo, causando 224 vítimas.

Publicidade

Antes desse incidente de hoje, a Turquia já tinha denunciado várias violações do seu espaço aéreo pela Força Aérea da Rússia. Os turcos avisaram, inclusive, que poderiam derrubar as aeronaves que voltassem a entrar em seu território sem autorização prévia. A Rússia, até aqui, tinha reconhecido sempre os incidentes e justificava-se com as más condições meteorológicas perto da base aérea de Jmeimim, uma base a apenas 30kms da fronteira sírio-turca.

Ainda não é certo o que aconteceu aos dois pilotos do SU-24. O que se sabe é que ambos conseguiram ejetar-se do avião. Segundo algumas fontes, um dos pilotos morreu enquanto que o outro foi capturado por forças turcomanas, rebeldes apoiados pela Turquia e que também estão lutando contra o Estado Islâmico.

O que você acha desse incidente? Acha que vai causar um conflito grave entre a Turquia e a Rússia? #Terrorismo #Crise