A BBC Brasil divulgou que ao menos dois cidadãos do Brasil ficaram machucados com os atentados em Paris na noite desta sexta-feira. Um deles levou três tiros e foi socorrido. Ele e seus colegas foram jantar em um barzinho do 10° distrito da capital, foi quando foram surpreendidos pelos tiroteios.

O brasileiro tomou três tiros, o estado de saúde em que ele se encontra é alarmante, ele está passando por uma operação de risco. O sul-americano é arquiteto e passava por Paris com compromissos profissionais. Próximo ao mesmo local, uma garota brasileira que estuda em Paris levou um tiro que a deixou com um ferimento leve, ela está lucida e a bala passou de raspão.

Publicidade
Publicidade

O país está em estado de emergência

Diversos pontos de Paris foram atacados na noite desta sexta-feira, inclusive um lugar próximo ao que o presidente estava. Os terroristas chegaram em locais movimentados da cidade e seguiram disparando metralhadoras matando todos que estivessem pela frente. Testemunhas disseram que viram muita gente morta pela cidade, para elas as cenas foram horríveis. 

Muitas pessoas que estavam nos locais dos ataques conseguiram escapar se escondendo e pedindo ajuda. Segundo o jornal Libération, publicado pelo portal TERRA, "cita o jornalista Vicente, que estava no estádio Stade de France, onde a seleção francesa de futebol estava jogando contra a Alemanha." As pessoas invadiram o gramado para se proteger. Muitas pessoas ficaram em estado de pânico e euforia. O presidente da França que assistia ao jogo foi rapidamente isolado do local, o jogo prosseguiu, mas as pessoas começaram a deixar o estádio buscando um meio seguro de ir para suas casas.

Publicidade

As notícias começaram a ser acompanhadas pelas redes sociais. 

Segundo o portal TERRA, os terroristas eram homens novos, portando armas. Quando chegaram ao local escolhidos, miraram as metralhadoras e começaram os disparos. 

A polícia de Paris conseguiu matar quatro dos terroristas até o momento, o serviço de inteligência já está em operação identificando os outros. A recomendação é para que a população fique em suas casas. #Terrorismo #Crime #Investigação Criminal