Dois brasileiros que se encontravam no restaurante Le Petit Cambodge, um dos locais que foram alvejados pelos terroristas, foram atingidos por disparos. Um deles se encontra em estado grave, pois levou três tiros nas costas. Fala-se em mais de cem mortos e centenas de feridos, uma vez que a casa de shows Bataclan estava lotada no momento que foi invadida.

O brasileiro que se encontra em estado grave foi levado para o hospital e passará por uma cirurgia nos próximos minutos. Se trata de um arquiteto que estava de passagem por Paris a fim de participar de eventos profissionais, e logo regressaria ao Brasil. O brasileiro, que não teve seu nome divulgado pelo Consulado do Brasil, jantava com amigos no momento da tragédia.

Publicidade
Publicidade

Uma estudante brasileira também foi ferida, mas passa bem. Segundo informações preliminares, a moça reside em Paris à estudos.

Testemunhas disseram que os terroristas adentraram o local e fizeram entre vinte e trinta disparos por todos os lados. Acredita-se que eles usavam armas automáticas. A cônsul brasileira em Paris, Maria Edileuza Fontenele Reis, ainda não obteve maiores informações sobre outros brasileiros que possam estar entre as vitimas e está em contato com um professor que acompanha o amigo e arquiteto brasileiro no hospital onde será operado para a retirada dos projéteis.

O presidente da França, François Hollande, mandou fechar todas as fronteiras do país e colocou o exército nas ruas para auxiliar no trabalho da polícia e capturar os criminosos. Além de ataques com arma de fogo, também ocorreram explosões, embora autoridades policiais ainda não tenham confirmado a origem da explosão, pois estão focados em capturar os terroristas e libertar os reféns na casa de shows Bataclan, acredita-se que as explosões ouvidas tenham sido de algum homem bomba que estava no local, prática comum entre radicais islâmicos.

Publicidade

Importantes meios de comunicação da França divulgaram que os grupos terroristas ligaram os ataques a recente intervenção francesa contra o Estado Islâmico, ocasião em que destruíram uma base de petróleo na Síria, sendo este um dos principais meios de crescimento econômico dos radicais islâmicos.

Veja a divulgação que confirma essa informação:

#Terrorismo #Ataque #Estado Islâmico