Uma criança de apenas 5 anos conseguiu sobreviver ao massacre ocorrido em Paris na sexta-feira, dia 13 de novembro, porque se escondeu debaixo do corpo da sua própria mãe. Louis (o jovem de 5 anos) gostava muito de brincar às escondidas na escola com os amigos e achou que aquele era um bom momento para o fazer. De fato, esta sua "brincadeira" permitiu-lhe continuar a viver. Louis brincava todos os dias na escola às escondidas com os seus colegas e amigos e a brincadeira só acabava quando era encontrado por outro amigo ou quando a professora dissesse. 

Tudo aconteceu durante o concerto dos "Eagles of Death Metal" no Bataclan, quando um grupo de terroristas entrou e começou a disparar contra todas as pessoas que lá estavam presentes.

Publicidade
Publicidade

A mãe (Elsa Delplace) do jovem de 5 anos foi baleada e acabou por morrer. A avó (Patrícia) do jovem também foi atingida, tendo também morrido no Bataclan. Esta pequena família adorava música do tipo rock e decidiram ir a este concerto para curtirem em família. 

Depois de muitos disparos e explosões, Louis decidiu esconder-se debaixo do corpo da própria mãe que já tinha sido atingida. A criança quando saiu do Bataclan estava cheia de sangue da sua mãe na roupa e também na pele. Uma senhora reparou em Louis cheio de sangue e decidiu levá-lo para o hospital militar de Bégin onde também foram enviadas todas as vítimas resultantes do massacre. Foi no hospital militar de Bégin que o pai (Jérémy) da criança de 5 anos reencontrou o filho.

Ricardo Nuñez é um embaixador do Chile no México e declarou que os terroristas não o viram.

Publicidade

Segundo o "El Mundo", Ricardo Nuñez era também tio da avó da criança. 

A psicóloga Miriam González explicou ao periódico espanhol que Louis tem agora o seu pai e também os avós paternos para conseguir a proteção que precisa para se sentir protegido e conseguir ser feliz como outra qualquer criança que possua a sua idade.

A criança que sobreviveu ao massacre já é conhecida como "o menino milagre" por toda a história que passou. #Terrorismo