Julian Tiberius Hernandez estava desaparecido desde 2002. Na altura, tinha apenas cinco anos e desapareceu no estado do Alabama, nos Estados Unidos da América. Treze anos depois, o menino foi encontrado no Ohio, já com 18 anos, "são e salvo", segundo os relatos da polícia que se regozija com esse aparecimento: "Essa é a razão pela qual você nunca desiste e continua procurando". 

Em Agosto de 2002, o menino desapareceu junto com seu pai, Bobby Hernandez. Ele devia ter entrado na pré-escola nesse dia, mas alegadamente foi o próprio pai que acabou desviando seu caminho - e seu destino nos anos seguintes. Bobby estava encarregado de levar o menino na escola, mas retirou todo o dinheiro de suas contas bancárias, pegou em alguns bens de Julian e sumiram os dois. 

Após anos de investigação na busca pelo menino, que deixou a mãe destroçada, eis que foi encontrado finalmente.

Publicidade
Publicidade

Da maneira mais caricata possível. Julian estava tentando ingressar na faculdade, quando as autoridades o descobriram. Durante todo esse tempo, o menino esteve vivendo com seu pai, em Cleveland, onde levaram uma vida normal.  A criança frequentou sempre a escola, enquanto seu pai trabalhava e ninguém, na vizinhança, terá notado que estavam fugidos da polícia. 

Bobby Hernandez foi tramado pelos números. Julian estava se inscrevendo na faculdade quando notaram que seu número de segurança social não condizia com seu nome. Quando foram tentar perceber essas diferenças, na escola do garoto, descobriram que Julian estava inscrito no banco de dados do centro nacional de crianças desaparecidas e exploradas. E ficava, assim, encerrado um mistério de treze anos. 

A mãe de Julian, que foi uma das principais prejudicadas de toda essa história está "em êxtase", agora que seu filho foi finalmente encontrado.

Publicidade

Johnny Evans, da polícia de Vestavia Hills, falou que em 25 anos de trabalho nunca viveu nada igual, contando para a imprensa local que são estes os casos que fazem com que a polícia e o FBI nunca desistam de procurar as crianças desaparecidas, como noticia o jornal Mirror. 

O pai de Julian está agora enfrentando acusações de rapto.  #EUA #Casos de polícia