A semana foi movimentada no cenário internacional e, cada vez mais, suscita preocupações com as consequências imprevisíveis da #Crise. Na fatídica sexta-feira do dia 13, os atentados cometidos em Paris, na França, deram início à ofensiva francesa contra o autoproclamado grupo terrorista #Estado Islâmico.

Por outro lado, a Rússia intensificou os seus bombardeios em território sírio, embora a comunidade internacional critique as ações de Putin, já que as suas forças não estariam atacando o terrorismo islâmico, mas os adversários do ditador sírio, aliado de Moscou, Bashar al-Assad.

Não bastasse este péssimo cenário apresentado, nessa semana um caça russo Sukhoi - 24 foi abatido pelas forças turcas, quando teria se infiltrado por sobre o espaço aéreo do país.

Publicidade
Publicidade

A ameaça russa e os caças ingleses

O governo turco, mal confirmada a derrubada dos caças russos, sofre ameaças de sanções por parte de Moscou. Porém, se a escalada do conflito for confirmada, a #Europa, através da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) da qual a Turquia faz parte, deverá socorrer o país contra a possível agressão.

Segundo informações divulgadas pelo portal Hispantv, a Inglaterra já teria colocado 12 caças Eurofighter Typhonn em estado de alerta para o caso de um possível ataque russo.

O Typhoon Eurofighter e a crise do terror

O Eurofighter EF-2000 Typhoon F2, literalmente um bravo lutador europeu, foi desenvolvido em conjunto com as forças da Itália, Reino Unido, Alemanha e Espanha. A sua tecnologia e o seu moderno poder de fogo, municiado com bombas guiadas a laser e os temíveis mísseis Hell Fire, aliados ao seu alcance de ação sem reabastecimento de 2.780 quilômetros, fazem dele uma força adequada para um conflito de âmbito regional, não desejado por ninguém.

Publicidade

Enquanto as forças são movimentadas e as alianças para uma coalizão contra o Estado Islâmico são costuradas com muita dificuldade, o perigo do terror e da guerra cresce dentro dos países europeus, desde o espaço aéreo até as suas fronteiras.