Depois da guerra na Síria, o grande objetivo do Estado Islâmico é conquistar a Europa e Portugal pode ser um dos primeiros países que sofrerá com um forte ataque. Segundo informa o site noticioso “O Observador”, são 12 as razões para o maior grupo terrorista do mundo queira conquistar Portugal, mas também Espanha e uma parte a sul de França. Tal como já confessou o seu líder, em 2020, o #Estado Islâmico pretende dominar completamente o território europeu, acabando assim com o cristianismo nessa região, dando o lugar ao islamismo.

Um investigador português chamado Manuel Torres, que pertence ao GESI, informou a imprensa internacional porque Portugal, um país tão pequeno e sem grande representação europeia, é uma das principais prioridades do maior grupo terrorista do mundo.

Publicidade
Publicidade

Primeiramente, há pouco mais de dois meses o líder do Estado Islâmico falou da “Primavera Islâmica”, um movimento que pretende reclamar o espaço correspondente à atual Península Ibéria, autodenominado: “Al-Andalus”.

Depois, a mais que confirmada presença em peso de soldados terroristas nesses locais facilitada o ataque a Portugal mas também Espanha, que consideram que o Ocidente tem enorme “debilidades” em sua segurança interna, o que comprova isso mesmo foi o caso do Charlie Hedbo, em que poucos soldados do Estado Islâmico conseguiram causar o verdadeiro pânico na França.

Mais uma prova das intenções do Estado Islâmico são os vídeos publicados por os vários responsáveis pelo grupo que assinalam Portugal como um país que teve durante muito tempo presença muçulmana. “Os tempos gloriosos têm que voltar.

Publicidade

O fogo na guerra da Argélia só se apagará quando conquistarmos Al-Andalus”, disse recentemente Wilaya de Raqqa, um extremista islâmico.

O Estado Islâmico também revelou em várias manifestações públicas que pretende obedecer a uma lógica em seus ataques, sendo que Paris, Roma e Madrid são também apontados como cidades chave contra a #Europa e o cristianismo. Por último, o grupo terrorista já confessou que quer ter uma “pequena província” na Europa, sendo Portugal e Espanha o local perfeito para tal, sobretudo por causa de seu passado muçulmano. As autoridades estão alertas do real perigo e há poucos dias, em Espanha, quatro terroristas, que estavam preparando algo, já foram detidos. #Terrorismo