Durante o ano todo, as principais notícias que circularam pelo mundo foram referentes ao conflito no Oriente Médio, os refugiados na Europa, a crise humanitária e a crueldade cometida por pessoas do Estado Islâmico. Mesmo estando no topo da lista, essas manchetes não explicam muitas das vezes o que realmente aconteceu para que acontecesse essa enorme confusão.

Para ajudar as pessoas que não tem um conhecimento histórico, um grupo do canal #WHYMAPS no Youtube criou um vídeo com uma apresentação simples e ilustrativa de como tudo se iniciou e levou os conflitos no Oriente Médio ao estágio que se encontra no momento. No vídeo, bem informativo, há uma mensagem de que para entender o presente é necessário que se olhe o passado.

Publicidade
Publicidade

O filme tem apenas 10 minutos, em que aparecem mapas das regiões que hoje passam por vários conflitos, e traz a resposta para várias perguntas de pessoas que ainda não entendem o porque dessa região ser tão importante para o mundo e que é de interesse de alguns importantes países. O vídeo dá uma aula de história e explica de forma lúdica, com a ajuda de canetas coloridas, cada momento importante e vivido por essa região no ultimo século.

Confira o vídeo que explica a origem dos conflitos no Oriente Médio e que chegou à França recentemente. O vídeo é narrado em espanhol, mas pode ser ativada a legenda em português na ferramenta do Youtube.

Segundo a Forbes Brasil, esse vídeo é o primeiro do canal #WHYMAPS. Apesar desse projeto ter sido disponibilizado na primeira semana do mês de outubro, antes de qualquer ataque terrorista na França, esse vídeo continua sendo atual e informativo.

Publicidade

Mostra o discurso persistente dos membros do Estado Islâmico para conseguir pessoas que simpatizem com as suas ações em ataques ao Ocidente.

O vídeo, que passa das três milhões de visualizações no Youtube, tem mais de 48 mil curtidas. A legenda do filme é em espanhol e traz a frase “#WHYSYRIA : La crisis de Siria bien contada en 10 minutos y 15 mapas”. Os produtores desse canal afirmaram na descrição do vídeo que qualquer benefício que o vídeo gerar irá para a campanha síria “Save The Children”, que beneficia uma organização não governamental de defesa dos direitos da criança no mundo. #Terrorismo #Ataque #Guerra Civil