Paris está vivendo o pior ataque terrorista da sua história que, segundo os números informados pela imprensa internacional, já é o segundo pior de toda história, depois do 11 de setembro nos Estados Unidos. Tal como informa a agência de notícias italiana ANSA, a revista oficial do Estado Islâmico mostra estar muito satisfeita com o sucesso desses atentados que, até ao momento, tiraram a vida a mais de 160 europeus inocentes, que estava nas ruas de Paris ontem à noite, dia 13 de novembro. Apesar do terror que se está vivendo em Paris, os responsáveis do #Estado Islâmico prometem muito mais ataques na #Europa.

Como afirmam em suas contas oficiais no “Twitter”, o Estado Islâmico está muito satisfeito por ver “Paris a arder”, informando que cidades como Londres, Roma e Madri são os próximos alvos do maior grupo terrorista do mundo, que já confessou que tem como principal objetivo controlar e dominar a Europa até 2020, causando o medo e o terror aos europeus, principalmente aqueles que tentaram participar na guerra da Síria.

Publicidade
Publicidade

“Vingança pela Síria”, está escrito no artigo publicado pela revista oficial do Estado Islâmico, segundo informações oficiais da imprensa italiana, fazendo referência exatamente à participação em peso, nas últimas semanas, de países como França, que têm enviado “drones” para os locais de guerra, tentando dessa forma matar o maior número de terroristas possível. São 160 pessoas mortas em Paris até ao momento e ainda sem a situação estar minimamente controlada pelas autoridades, mais mortes podem acontecer a qualquer momento.

Em resposta imediata ao verdadeiro terror que está acontecendo na capital francesa, François Hollande já declarou  estado de emergência em toda a França - a primeira vez nos últimos 10 anos que isso acontece. Além disso, todas as fronteiras do país estão completamente bloqueadas, pelo menos até a situação estar controlada e os responsáveis apanhados.

Publicidade

“Nós sabemos muito bem quem foram os autores dessas mortes. Terroristas.”, confessou o líder francês claramente emocionado. Estará assim a Europa preparada para defender seus cidadãos em mais ataques à principais capitais europeias, tal como o Estado Islâmico já prometeu? #Terrorismo