As autoridades de Birmingham, no estado americano do Alabama, estão acusando um garoto de apenas 8 anos de idade pela morte de uma menina de 1 ano. O garoto será a pessoa mais jovem a ser acusada de assassinato no Condado de Jefferson, enquanto que a mãe do bebê foi acusada de homicídio culposo.

Kelci Devine Lewis, que completou 1 ano em maio, foi encontrada inconsciente em seu berço às 10h45, hora local, do dia 12 de outubro. Ao perceber o fato, a mãe da criança, Katerra Lewis, de 26 anos, acionou a polícia, que levou a menina às pressas para o hospital Children's of Alabama, onde foi declarada morta às 11h07.

Segundo as autoridades locais, havia 5 crianças na casa onde ocorreu o #Crime, além de Kelci, com idades de 2, 4, 6, 7 e 8 anos.

Publicidade
Publicidade

O garoto mais velho, que não teve sua identidade revelada, espancou a menina porque ela não parava de chorar. A polícia acredita que, após o espancamento, o garoto colocou a menina ferida novamente em seu berço, onde permaneceu até sua mãe encontrá-la no dia seguinte.

O fato foi descoberto após uma das crianças que estava na casa, de 6 anos, dar seu relato sobre o que aconteceu, pois suas declarações foram condizentes com os ferimentos encontrados na garota. Kelci Lewis morreu de traumatismo craniano e grandes danos em seus órgãos internos.

Katerra Lewis e Kelci, sua única filha, não viviam na casa onde Kelci foi morta. A avó da vítima, Waynetta Callens, declarou à imprensa que elas estavam hospedadas temporariamente com uma amiga, enquanto Katerra esperava pela liberação de um auxílio-moradia, através do qual poderia ter sua habitação própria.

Publicidade

Irresponsabilidade

Na noite do ocorrido, Katerra Lewis e a mãe das outras 5 crianças foram a uma festa em uma boate, onde permaneceram das 23h30 do dia 11 de outubro até às 02h da madrugada do dia 12, deixando as crianças sozinhas. Os investigadores disseram que Katerra não checou se a filha estava bem no berço, após ter voltado para a casa, fato este que talvez pudesse ter evitado a morte da pequena Kelci, já que tanto a polícia quanto os paramédicos poderiam ter agido prontamente.

Segundo Tobie Smith, da Sociedade de Assistência Jurídica de Birmingham, não há idade mínima para acusações criminais no estado do Alabama, e declarou: “Haverá questões muito sérias sobre se um garoto de 8 anos tem a capacidade racional para compreender o processo contra ele”.

A polícia disse que obteve um mandado de assassinato contra o garoto, que está agora sob os cuidados da agência de bem-estar infantil do Alabama, e seu caso ainda vai passar pelo sistema de tribunal de família. Sean Edwards, porta-voz da polícia de Birmingham, declarou: "Acredito que o garoto de 8 anos vai exigir algum aconselhamento intenso pelos próximos anos".

Katerra Lewis pagou uma fiança de 15 mil dólares, e é aguardada nos tribunais no dia 30 de novembro, de acordo com documentos judiciais. #Violência #EUA