O Departamento de Estado norte-americano publicou hoje em seu site, a oferta de recompensa de cinco milhões de dólares para quem fornecer informações que permitam localizar o terrorista Abu-Muhammad al-Shimali. Segundo o site, ele ingressou no #Estado Islâmico em 2005, e, agora, atua como líder do comitê de imigração e logística do grupo.

Esse comitê seria responsável por dar o suporte necessário aos ataques terroristas, fazendo as transferências financeiras necessárias, contrabandeando o aparato de cada missão e provisionando seus combatentes na Síria e no Iraque com suprimentos despachados da Europa, do norte da África e da península arábica.

Publicidade
Publicidade

Abu-Muhammad al-Shimali também é considerado responsável por providenciar o deslocamento de voluntários recrutados para combater pelo Estado Islâmico até a Síria e o Iraque, passando pela Turquia, vindos da Austrália, Europa e Oriente Médio. Ainda segundo o site, ele comandava o centro de novos recrutas em Azaz, na Síria. O site lembra que mais de vinte e cinco mil estrangeiros já chegaram à Síria e ao Iraque para se juntar ao Estado Islâmico como combatentes.

O programa de recompensas, implantado em 1983, denominado "Recompensas para Justiça" é administrado pelo Birô de Segurança Diplomática do Departamento de Estado norte-americano, e já pagou mais 125 milhões de dólares para mais de 80 informantes.

INTENSIFICAÇÃO DAS AÇÕES

Ações para enfraquecer o Estado Islâmico e coibir novos ataques terroristas têm se intensificado desde os atentados em Paris, no último dia 13.

Publicidade

A frentes são numerosas e variam desde operações militares, com bombardeios aéreos a centros de comando e de treinamento na Síria, alertas mundiais da Interpol e das Nações Unidas, até ativismo hacker, para identificar militantes do EI na internet e paralisar suas atividades online de recrutamento e propaganda.

Hoje, no subúrbio de Paris, a polícia invadiu um apartamento em buscas de envolvidos no maior atentado já ocorrido em território francês, entrando em confronto com os ocupantes armados. Como resultado, um suspeito foi morto e uma mulher-bomba se explodiu. #Terrorismo #EUA