José Manuel, um motorista imigrante português, transportou durante centenas de quilômetros 15 iranianos nas ruas de França, que completamente fechados dentro de seu caminhão frigorífico, estiveram à beira de uma morte dolorosa. Segundo informa a imprensa internacional, as autoridades francesas conseguiram detectar a localização da viatura graças a um telemóvel de um dos 15 iranianos que estava morrendo de hipotermia.

Quando as autoridades chegaram, o condutor estava descansando em um local de restaurantes, enquanto os 15 homens estavam desesperados e completamente fechados dentro de um frigorífico com temperaturas negativas.

Publicidade
Publicidade

Essa não é a primeira vez que imigrantes ilegais tentam passar as fronteiras de França para conseguir chegar à #Europa do Norte, porém essa história podia ter terminado em uma autêntica tragédia. Se não fosse a rapidez das autoridades francesas, 15 vidas iriam ser perdidas em um caminhão frigorífico, morrendo de hipotermia e sendo completamente congeladas vivas.

Graças a um telefonema de uma das vítimas, todos os 15 homens conseguiram ser salvos de uma das mortes mais dolorosas que alguém pode ter. Apesar da busca ao caminhão ter sido muito complicadas, como afirma a imprensa internacional, o fato da viatura estar parada porque seu condutor estar descansando pode ter sido crucial para salvar todas essas vidas. Rapidamente detido no local, o condutor afirma que não sabia que estava transportando pessoas em seu caminhão e que nunca faria tal coisa a ninguém.

Publicidade

Nesse momento, José Manuel está sendo investigado e interrogado pelos policiais francesas que querem perceber se ele estava envolvido nesse esquema de tráfego humano ou então foi também uma vítima de toda essa situação. Devido a essa notícia, que não é a primeira do gênero, o governo francês prometeu que irá controlar as suas fronteiras de uma forma muito mais rigorosa, com o principal objetivo de eliminar todas essas situações de perigo eminente para a vida de imigrantes ilegais que estão passando por França e apenas pretendem lutar por seu futuro.

Dos 15 iranianos que estavam morrendo de hipotermia, apenas um já conseguiu sair do hospital sem complicações. #Crime #Crise migratória