Um garoto americano de apenas 18 anos de idade deu um grande passo para alcançar um futuro bem sucedido. Por produzir um vídeo dele mesmo explicando detalhadamente a teoria da relatividade, ganhou um prêmio de 400 mil dólares. 

A revolucionária teoria da relatividade foi publicada em 1905 pelo genial físico alemão Albert Einstein. Segundo Einstein, tudo o que existe no universo se move a uma velocidade distribuída entre o tempo e o espaço, sendo que o tempo passa com uma velocidade máxima para um corpo parado. E quando um corpo está se movimentando e ganha velocidade no espaço, a velocidade do tempo diminui, passando mais devagar para ele.

Publicidade
Publicidade

Difícil de entender? Não para o garoto Ryan Chester.

Ryan fez um vídeo explicando de forma clara e objetiva como a teoria da relatividade funciona e como pode ser empregada em situações do cotidiano. Sua desenvoltura ao explicar um assunto tão complexo impressionou muito, a ponto de lhe render quase meio milhão de dólares. O vídeo foi inscrito no concurso BreakThrough Junior, uma competição que desafia estudantes com faixa etária entre 13 e 18 anos a apresentar projetos de matemática, física, biologia e química de forma consistente e original. O projeto de Ryan foi inscrito na categoria 'melhor vídeo de ciências'.

A competição é realizada todos os anos no vale do Silício (Califórnia), um polo industrial que concentra empresas de diversos ramos, principalmente os de tecnologia da informação e computação.

Publicidade

Considerado o maior aglomerado de  empresas voltadas para tecnologia do mundo, o vale do Silício agrega as gigantes Apple, Google, Adobe Systems, Intel, Facebook, Microsoft e Yahoo, entre outras.

Do  montante geral de 400 mil dólares recebidos por Ryan, U$$ 250.000 serão destinados para a sua qualificação profissional superior, U$$ 50.000 serão repassados ao seu professor e grande incentivador Richard Nestoff, e os U$$ 100.000 restantes serão doados para financiar a construção de um laboratório de ciências na escola em que ele estuda.

Histórias como essas reforçam ainda mais o quanto se dedicar aos estudos vale a pena. #Educação