O aviso foi dado. O "Grupo Anonymous" divulgou um vídeo avisando ao #Estado Islâmico que eles sofreriam as consequências pelo atentado em Paris. E após declarar uma guerra cibernética ao EI, o grupo de hackers já começou a atuar e diversas contas de terroristas foram suspensas porque o "Anonymous" divulgou todas elas na #Internet.

O primeiro ataque do Anonymous foi considerado bem sucedido. 900 contas no Twitter foram suspensas pois pertenciam a terroristas que utilizavam a rede social como uma forma de se manterem em contato e trocarem informações.

A rede social é de grande importância para o Estado Islâmico e eles estão sendo prejudicados depois das suspensões destas contas.

Publicidade
Publicidade

O Anonymous divulgou a lista na internet e fez questão de escrever: "Apoiantes e militantes do Estado Islâmico, nós somos anônimos, nós não perdoamos, nós não esquecemos. Esperem-nos!"

E a guerra cibernética não para por aí! O Anonymous já está preparando um novo ataque contra o EI, porém não deram detalhes do que está por vir. A intenção do grupo de hackers é ajudar que as autoridades consigam neutralizar os terroristas de todas as formas, pois sabem que a internet é o principal canal de informação para planejarem os atentados.

Um especialista no assunto informou que a declaração de guerra do Anonymous pode ter boa intenção, mas é contraproducente e pode até atrapalhar as investigações. Olivier Laurelli é especializado em segurança tecnológica e disse que esta ação do grupo de hackers poderá atrapalhar a polícia de uma forma que eles nem imaginam.

Publicidade

As autoridades precisam de informações para agirem, as contas no Twitter podem ser monitoradas e assim a polícia fica sabendo de muitos ataques a tempo de serem impedidos, além de poderem rastrear a mensagem e conseguirem dados geográficos.

Outra importância de manter as contas ativas no Twitter é que uma pessoa envolvida em um ataque, seja em Paris ou qualquer outro lugar do mundo, sempre mantém contato com outra pessoas e assim, através de um, é possível chegar a todo o grupo.

O interessante seria o Grupo Anonymous trabalhar em parceria com as autoridades mundiais e assim, unindo forças, teriam condições de preparar uma estratégia bem mais rápida e eficiente contra os terroristas. #Terrorismo