Os dados oficiais do Observatório de Emigração afirmam que vinte por cento dos portugueses são imigrantes, número que coloca eles no topo da #Europa. Segundo informa a imprensa internacional, os imigrantes portugueses, desde o começo da #Crise econômica, estão intensificando a sua saída de Portugal, que não consegue oferecer as garantias mínimas para seus jovens licenciados e seus desempregados terem uma vida minimamente digna.

Tal como afirma os políticos portugueses e seu governo, esse dado em nada orgulha Portugal, que está vendo pessoas com grande capacidade sair do país, sem que não tenham dado nenhuma contribuição para seu avanço financeiro e social.

Publicidade
Publicidade

Assim como aconteceu aqui no Brasil há alguns atrás, na qual a percentagem de imigrantes era muito elevada, Portugal está enfrentando exatamente o mesmo problema, sobretudo por causa da falta de postos de trabalho que se está verificando nesse momento. A economia portuguesa só agora está conseguindo se recuperar da enorme crise econômica que todo o mundo sofreu, mas muitos jovens e desempregados ficaram fartos de esperar e emigraram, procurando melhores condições.

Em uma contagem pormenorizada, Portugal voltou a ser considerado “o país da imigração” na Europa, título esse que já não tinha desde a década de 70. Em pouco mais de dez milhões de portugueses no mundo, dois milhões estão trabalhando fora de Portugal e, como refere a imprensa internacional, a tendência é para que esse número continue subindo até números verdadeiramente históricos, isolando cada vez mais Portugal como o país europeu com mais imigrantes.

Publicidade

Em uma altura que a política portuguesa está em crise, por causa dos resultados eleitorais do mês passado, esse número de imigrantes portugueses está sendo usado como ataque contra o governo atual, pois de fato esses dados só podem envergonhar Portugal, que está gastando fortunas para formar seus cidadãos que, quando estão prontos para trabalhar, preferem “reforçar” e ajudar outra nação.

Uma boa imagem da situação difícil que Portugal apresenta é que cada vez mais brasileiros estão saindo do país, pois sentem que o Brasil já consegue dar mais garantias que Portugal. #Crise migratória