É certamente uma outra maneira de voar. Daredevil 'Jetman' Yves Rossy levantou voo no céu de Dubai, Emirados Árabes, nesse domingo (8) com seu parceiro Vince Reffet 'Jetmen Jr' - só que, desta vez, acompanhado de um avião de passageiros, um A380 da companhia Emirates.

Subindo acima das famosas ilhas Palm Jumeriah, a dupla estava sendo ofuscada pelo enorme avião, o maior jato comercial do mundo. Antes do voo inovador, Rossy expressou seu entusiasmo. "Seremos mosquitos, voando com uma águia ou um condor", disse ele.

Equipado com quatro motores e uma asa de cada lado feita de um material de Kevlar, mas observados por todo o mundo como uma dupla de super-heróis, os homens voaram em um padrão de exploração com seu gigante companheiro de voo dentro de um espaço aéreo restrito sobre as ilhas artificiais.

Publicidade
Publicidade

O voo de tirar o fôlego levou 10 minutos - o limite de resistência de Jetman, de acordo com um comunicado emitido pela Emirates - levando os dois pilotos dos mini jatos através de uma série de manobras ao lado do jato comercial, com a futurista cidade de Dubai como pano de fundo do show aéreo.

Embora o resultado final tenha sido emocionante e tenha parecido sem esforço, houve um planejamento meticuloso e muita preparação para o voo, tudo documentado em um making off de vídeo feito pela companhia aérea.

Voando a 4.000 pés, abaixo da altura média para uma companhia aérea de passageiros, mas considerado uma altura inebriante para um homem com um foguete amarrado nas costas – o rastro de turbulência provocado pelo gigante Airbus foi identificado como o maior risco para a segurança dos dois jatos humanos. A formação foi cuidadosamente calculada para minimizar os perigos para os dois pilotos.

Publicidade

Um voo de ensaio geral foi realizado um dia antes do evento principal. “Esta exposição entre homem e máquina celebra a magia e a beleza de voo, um feito que pouco mais de cem anos atrás, teria parecido um sonho impossível", disse Adel Al Redha, vice-presidente executivo da Emirates. "Isso também mostra o quão longe a visão humana e ambição podem alcançar, e pode continuar a empurrar as fronteiras da aviação", concluiu.

O A380 e os dois Jetmen são ligeiramente incompatíveis em termos de pressão, velocidade e tamanho, comparado com a aeronave carro-chefe, a Airbus, que produz cerca de 70.000 libras (31 toneladas ) de empuxo de cada motor, contra meros 88 libras (40 Kilos ) por motor dos Jetman. As velocidades máximas dos dois são extremamente díspares nos dois tipos de aeronaves – 490 nós (900km/h) do Airbus contra um máximo de 170 nós (300km/h) do jato humano. Nesse caso, tudo foi calculado para não prejudicar estabilidade de voo do A380.

"Sempre foi um sonho voar sem as restrições de estar dentro de uma cabine", disse Rossy. "Vince e eu estamos entusiasmados por fazer essa parceria com a Emirates e gostaria de agradecê-los por nos ajudar a transformar mais um sonho em realidade. Foi absolutamente surreal estar voando ao lado do maior avião que existe", comemora.

Publicidade

Seu parceiro "Jetman Junior", Vince Reffet, acrescentou: "Este é mais um voo histórico para a equipe Jetman em Dubai e estamos muitos felizes e gratos por fazer parte de algo tão incrível. Passamos muito tempo nos preparando, repassando cada minúsculo detalhe na busca de aperfeiçoar o nosso primeiro voo em formação com a aeronave A380 da Emirates. É extremamente gratificante ser uma parte do que é uma conquista tão importante para Dubai e a equipe Jetman".

Emirates é a maior operadora do A380, uma aeronave de dois andares. A companhia tem 68 anos e está expandindo sua frota para 140 jatos de última geração. #Entretenimento #Inovação #Curiosidades