Essa é uma história que está já sendo considerada como um grande exemplo de coragem contra a opressão imposta pelo Estado Islâmico. Um jovem sírio matou, na última terça-feira, 17, o juiz do ISIS que mandou decapitar o seu irmão. Esse homicídio aconteceu na cidade de Manbij, na província de Aleppo, uma zona da Síria que está sob controlo da organização terrorista há quase 2 anos.

O irmão do jovem foi condenado em um tribunal da Sharia. O juiz, um tunisino, não hesitou e o condenou a ele e a mais três familiares a decapitação imediata. Esse é um tipo de pena muito comum nos tribunais ligados ao ISIS, tribunais não reconhecidos pelas leis internacionais e onde os réus não têm possibilidade de se defender das acusações.

Publicidade
Publicidade

Depois da execução, um homem jovem, irmão de um dos condenados, seguiu o juiz e os seus dois seguranças em uma rua de Manbij. Quando teve oportunidade enfrentou-os e matou a tiro o juíz e os dois homens encarregados de o proteger. “Vi um homem jovem abater a tiro o juiz do tribunal do ISIS aqui em Manbij”, disse à ARA News uma testemunha que pediu anonimato.

Depois de realizar a sua vingança, o jovem se suicidou. “Ele conseguiu se vingar, mas logo de seguida deu um tiro em sua cabeça para evitar cair nas mãos do Daesh”, referiu a mesma testemunha anônima.

Entretanto dezenas de pessoas se juntaram nas ruas de Manbij para protestar contra as atrocidades do ISIS, no entanto, operativos da organização terrorista abriram fogo contra os manifestantes. Os relatos falam em pelo menos dois mortos e vários feridos entre os populares que ergueram sua voz contra o #Estado Islâmico.

Publicidade

Segundo revela a ARA News, esse foi o terceiro protesto organizado pela população de Manbij em apenas dois meses. Eles pedem a saída do grupo terrorista da cidade e denunciam várias violações dos direitos humanos contra os civis.

O Estado Islâmico capturou essa cidade há quase 2 anos, depois de uma longa batalha com as forças estatais da Síria.

O que pensa dessa história? Acha que o povo sírio vai conseguir expulsar os terroristas do seu país? #Terrorismo