Duas meninas, uma com apenas 11 anos de idade e a outra com 18, realizaram um atentado à bomba na cidade de Kano, Nigéria, em um mercado de telefonia móvel. As explosões aconteceram por volta das 16:00h, hora local (13:00h, horário de Brasília), no mercado Farm Center.

O número de mortos oficial é de 15 pessoas, mas o número de feridos ainda é conflitante. Algumas agências de notícias afirmam que os feridos somam 60 pessoas. Já o comissário de polícia de Kano, Muhammad Musa Katsina, declarou que sejam mais de 120.

A polícia disse que, segundo testemunhas, as duas garotas foram deixadas próximas ao local do atentado por uma minivan, e ambas estavam usando o hijab, que é o conjunto de vestimentas femininas típicas, estabelecido pela doutrina islâmica.

Publicidade
Publicidade

Um porta-voz da polícia local afirmou que uma das garotas entrou no mercado, que estava muito movimentado no momento, e a outra ficou do lado de fora, detonando os explosivos quase que simultaneamente, matando a si mesmas e as outras pessoas próximas. O porta-voz declarou também que o hospital local teria ficado sobrecarregado devido ao grande número de pessoas feridas por causa das explosões.

As autoridades locais montaram postos de controle pela cidade e seus arredores, e estão realizando buscas em motoristas que entram no local, além de estarem procurando pela minivan que deixou as garotas no mercado.

Autoria do ataque

Até o momento, nenhum grupo assumiu a responsabilidade pelo atentado, mas o principal suspeito é o Boko Haram, um grupo militante islâmico. Esta organização terrorista já cometeu outro atentado em janeiro de 2012 no mesmo mercado, que resultou na morte de 185 pessoas.

Publicidade

Segundo o Institute for Economics and Peace (Instituto de Economia e Paz), que produziu o relatório “Índice de #Terrorismo Global em 2015”, o Boko Haram, que atua principalmente na Nigéria, é o grupo terrorista mais mortal do mundo. Segundo consta no relatório, a Nigéria testemunhou um aumento no número de mortes em 2015 de mais de 300%, devido a ações terroristas, sendo o número mais alto de mortes já registrado do que em qualquer outro país no mundo todo, somando um total de 7.512 pessoas assassinadas até o momento. Para piorar a situação, o Boko Haram prometeu lealdade ao Estado Islâmico. #Ataque #Violência