O que era para ser uma sexta-feira tranquila acabou em tragédia na cidade luz. Paris, mais uma vez, foi alvo dos terroristas que acabaram transformando a cidade em um palco de horror. A BBC conseguiu alguns relatos de testemunhas, uma delas, ao sair da casa de shows Bataclan. Ela relatou que os terroristas atiraram contra a multidão.

Já em outra parte da cidade, Ben Grant relatou que estava com sua mulher em um bar quando ouviu tiros que foram disparados de dentro de alguns carros. Neste meio tempo, ele viu seis ou sete corpos já no chão. Para se protegerem, os dois utilizaram uma mesa. Ben disse também que eles ficaram presos no bar pois havia uma pilha de corpos na frente deles. 

O presidente da França, François Hollande, ordenou que todas as saídas do país fossem fechadas.

Publicidade
Publicidade

Ao chegar a casa de shows Bataclan, o presidente prometeu ser implacável com os terroristas. No total, foram 7 ataques em diferentes pontos da cidade.

Em várias cidades do mundo, prédios e monumentos prestam homenagem a França em mais um momento triste. Em janeiro deste ano, a tragédia no jornal Charlie Hebdo chocou o mundo. Porém, desta vez, o #Ataque dos terroristas foi ainda pior. No total, até o momento, 100 pessoas foram mortas dentro da casa de shows Bataclan, e outras pessoas foram mortas nos arredores do estádio 'Stade de France', em bares e restaurantes da cidade. Os ataques foram a tiros e a bomba. 

Um promotor relatou a agência de notícias France Press, que cúmplices dos autores dos ataques ainda podem estar soltos pela cidade. O país decretou estado nacional de emergência. A população e os turistas foram orientados a não saírem de suas casas ou dos hotéis.

Publicidade

A 0h43, horário de Brasilia, a agência de notícias Associated Press disse que o chefe da polícia de Paris acredita que todos os autores dos ataques foram mortos. 

Os pontos que ocorreram os ataques são: a casa de shows Bataclan, Rue Charonne, Rue Bichat, Avenue de La Republique, os arredores do estádio 'Stade de France' e Rue Beaumarchais. No total, 144 pessoas morreram nos ataques, 80 estão em estado grave, 200 ficaram feridas e 24 estão em estado crítico.

Entre as vítimas estão dois brasileiros, um arquiteto que se encontra de passagem pela cidade para participar de eventos profissionais e uma estudante que segundo informações reside na cidade. Ela foi atingida por um tiro de raspão, já o arquiteto levou 3 tiros nas costas e está sendo operado. De acordo com a cônsul-geral do Brasil na França, o estado de saúde dele é grave.  

O mundo mais uma vez se encontra em choque com mais um atentado terrorista que entra para a história. Hoje poderia ser uma sexta-feira tranquila, animada e feliz, mas foi marcada pelo sangue e pela tristeza.

Publicidade

Não faz nem um ano que Paris sofreu um atentado terrorista. A cidade ainda se recuperava do último e os terroristas sem nenhuma dó tiram a vida de tantos inocentes, bem no dia em que os Estados Unidos declarou ter matado o terrorista Jihadista John, um dos homens mais procurados do mundo.

O sentimento que fica é de luto e de tristeza diante desta tragédia que o mundo todo assistiu.  #Terrorismo #Estado Islâmico