Parece roteiro de filme de suspense, terror, horror e todos os adjetivos que caibam aqui, mas é vida real: a polícia alemã encontrou restos mortais de bebês em um apartamento em Wallenfels, no norte da Baviera. A notícia foi divulgada nesta sexta-feira, 13, pelas autoridades responsáveis. A suspeita está sendo procurada, é a ex-moradora do local, uma mulher de 45 anos.

Como a polícia chegou até os restos mortais dos bebês

Um morador da cidade alemã de Wallenfels encontrou, na quinta-feira (12), o cadáver de m bebê e chamou a emergência. A polícia então foi acionada e chamada ao local. Chegando lá, a polícia encontrou um quarto com vários muitos cadáveres de bebês.

Publicidade
Publicidade

O número de corpos de bebês encontrados ainda é incerto, mas a polícia criminal parte de que há sete mortos. Essas informações foram dadas em um comunicado, pela própria polícia.

Uma possível suspeita

A polícia está procurando a ex-moradora da casa, uma mulher de 45 anos. Jürgen Stadter, que é porta-voz da polícia da Baviera, disse ao canal de notícias N24 que ainda não se está afirmando que essa mulher seja a mãe dos bebês.

Um site de um jornal popular alemão, o "Bild", contou que vizinhos disseram que a mulher procurada escondeu várias gestações. Ela trabalhava em um quiosque como vendedora, e ainda de acordo com vizinhos, morou 18 anos naquele local, junto com seu marido e três filhos. Uma das testemunhas contou que a mulher teria lhe contado que sofreu quatro abortos. Os vizinhos a descreveram como uma pessoa simpática, amável e aparentemente amorosa com os filhos. 

O "Bild" também divulgou (sem fontes) que ela teria saído de casa em setembro depois que discutiu com o marido e nessa ocasião teria dito a ele que, em um momento em que estava bêbada, teria escondido corpos de crianças em casa.

Publicidade

O local

O local onde foi feita a descoberta macabra está tendo suas fotos divulgadas. É um prédio de dois andares, os restos mortais dos bebês foram encontrados no segundo piso. Nas janelas do segundo piso, se pode ver decorações infantis as enfeitando: ursinhos, borboletas e um gnomo de jardim.

O dia está sendo de buscas contínuas e e os corpos dos bebês vão ser analisados por médicos legistas, para se apurar a causa das mortes dos bebês, além das datas. Só que esse processo será um pouco demorado, devido ao estado bem avançado de decomposição dos corpos - de alguns deles, na verdade. De acordo com a polícia, não haverá nenhum resultado antes do começo da próxima semana. Acontecem também outros interrogatórios ao longo do dia.

17.11.2015 Atualização sobre o caso 

A ex-moradora do local onde os corpos dos bebês foram encontrados foi localizada pela polícia e confessou que matou 8 bebês que teve, assim que nasceram. Elas os enrolava em um saco e toalhas e os escondia na casa. A polícia ainda não conseguiu identificar a data da morte e o sexo dos bebês.

  #Crime #Violência #Casos de polícia