Em pouco dias, pelo menos dois imigrantes portugueses morreram na Venezuela, um país que também tem milhares de brasileiros trabalhando. Como informa o jornal “Correio da Manhã”, o #Crime nesse país está aumentando cada vez mais e, dessa vez, cinco criminosos, em uma tentativa de sequestro, tentaram raptar uma portuguesa, filha de um imigrante com um negócio muito bem-sucedido, em uma zona que fica a 60 quilómetros de Caracas. Em um jipe, José Gonçalves não quis obedecer às ordens dos criminosos, que mataram sua filha de 25 anos e deixaram o português à beira da morte.

Stefani Nóbrega era uma estudante universitária na Venezuela que vivia com seu pai, dono de uma famosa padaria na cidade, que perdeu sua vida.

Publicidade
Publicidade

Ccinco criminosos, provavelmente todos venezuelanos, tentaram fazer o que se chama agora de “sequestro-relâmpago”, ou seja, raptar durante um curto espaço de tempo a jovem, para depois conseguirem pedir muito dinheiro por sua vida, sabendo que sua família, graças ao negócio, tem algum dinheiro.

Porém, José Gonçalves, provavelmente não conhecendo os reais perigos da situação, não quis parar seu jipe como os criminosos pediram, optando por arriscar uma fuga. Contudo, os assassinos não perdoaram e atiraram sobre a jovem, que terá morrido imediatamente. Sem conseguir o que queriam, os criminosos dispararam quatro tiros contra o imigrante português de 65 anos, que nesse momento está lutando pela sua vida em um hospital local.

Poucos dias antes, outro imigrante português, Elias Coelho, também já tinha sido assassinado a trinta quilómetros de Caracas, dessa vez com um tiro na cabeça.

Publicidade

Nos passados meses, crimes envolvendo imigrantes estão aumentando nesse país, que conta também com muitos imigrantes brasileiros, que com certeza estão atentos ao que se está passando. Os crimes são direcionados sobretudo às pessoas que aparentam ter dinheiro, ou têm um negócio de relativo sucesso no país, tal como aconteceu com José Gonçalves, que viu sua filha morrer à sua frente só por causa de dinheiro. #Investigação Criminal #Casos de polícia