Um caso exemplar em Hampshire, na Inglaterra, quando uma mulher acabou sendo condenada por #Violência doméstica. Por ciúme deu três facadas no marido. Para trás ficavam já seis anos de casamento manchados por violência doméstica da mulher contra o marido. O tribunal decidiu nove anos na cadeia para a mulher e a vítima está se recuperando e criando a filha do casal. 

Esse caso pode até parecer inédito, mas não o é. São muitos os casos de homens que sofrem de violência doméstica por suas cônjuges, mas muito poucos os que acusam e que não ficam temendo ser vítimas de humilhação por parte da sociedade. Simon quis ser diferente.

Publicidade
Publicidade

E mesmo pertencendo à Marinha, não teve pudor na hora de abrir o jogo e partilhar sua história no tribunal. 

Segundo o "Mirror", levou seis anos até que Simon Smith finalmente contasse que era uma vítima de violência doméstica. Durante seis anos, o marinheiro foi alvo das ameaças da esposa Crystal. Insultos, agressões e humilhações foram a vida desse homem em um casamento que se recusava a por um fim. Até porque Crystal era a primeira relação séria que ele mantinha. Por isso, conta agora que não sabia comparar com outra. E também porque a esposa lhe garantia que nunca mais veria sua filha, caso deixasse ela.

Simon foi aguentando esse casamento fracassado, até que resolveu colocar um ponto final. Após a esposa acusar ele de traição na frente de seus amigos, chegaram em casa e Simon resolveu ir embora.

Publicidade

Estava fazendo as malas quando Crystal o esfaqueou, pelas costas, com uma faca de cozinha de lâmina de vinte centímetros. Duas facadas entraram no topo das costas de Simon, mas a terceira atravessou seu braço e cortou uma artéria. O sangue pulsava, manchando todo o quarto. Simon ainda conseguiu sair e chamar emergência antes de cair na entrada da casa. 

Os vizinhos escutaram a altercação e saíram em sua ajuda, até que a ambulância chegou. Simon perdeu muito sangue e já passou por várias cirurgias em sua recuperação. Ainda não tem toda a sensibilidade de seu braço esquerdo, mas pode descansar, agora que esse processo terminou. 

Simon Smith, de 30 anos, fica com a filha do casal e a esposa Crystal fica presa por nove anos. O tribunal não a considerou culpada por tentativa de homicídio, como a acusação pedia, mas não se livra de uma pena pesada por violência doméstica comprovada. O caso chamou a atenção para o tema da violência doméstica contra os homens. Após o julgamento, Simon disse que espera seguir em frente e criar sua filha.  #Crime