Um carro bomba matou, nesta sexta-feira (6), o governador de Áden, Jaafar Saad. Esta é a segunda maior cidade do Iêmen e o Estado Islâmico já reivindicou a autoria do atentado, que mais uma vez choca o mundo.

O grupo extremista publicou um comunicado no Twitter assumindo toda a responsabilidade pela explosão e informou que o carro bomba foi detonado bem no momento em que estava passando o comboio que levava o governador.

grupo jihadista ainda assumiu a responsabilidade pela morte de mais oito pessoas, que são os guarda-costas que escoltavam Jaafar Saad. A comunidade internacional está em alerta porque o grupo já prometeu realizar novos atentados muito em breve.

Mohamed Musaad, general e chefe das forças de segurança em Áden, garantiu que o #Ataque matou na verdade 7 pessoas, sendo o governador e seus seis guarda-costas, o que deixa em dúvida se o grupo jihadista é realmente o autor deste atentado, já que não souberam sequer confirmar o número de pessoas mortas, mas nenhum outro grupo terrorista até o momento assumiu o atentado no Iêmen, somente o EI.

Publicidade
Publicidade

No dia 6 de outubro, o #Estado Islâmico reivindicou a autoria de uma série de atentados nesta mesma região, inclusive alguns contra edifícios militares.

O Estado Islâmico vem intensificando suas operações em toda região, principalmente depois que piorou a guerra civil no Iêmen, sendo agora um forte rival até mesmo para a Al-Qaeda, que nos últimos anos era considerado o pior grupo, mas que agora encontrou um rival que pode ser muito mais aterrorizante.

Um dia antes deste ataque, foi assassinado um oficial do exército e também o juiz que presidiu o julgamento de vários suspeitos por um ataque ao navio USS Cole no ano de 2000. Homens fortemente armados mataram o juiz e deixaram outros feridos.

Neste último atentado, o governador estava em sua residência e saiu escoltado por seguranças para o seu trabalho e foi neste percurso que o carro bomba explodiu.

Publicidade

O carro em que o governador estava ficou completamente destruído e a explosão foi tão forte que causou até um buraco no chão. #Terrorismo