Uma grande explosão de gás ocorreu na manhã do último domingo (20), no distrito industrial de Shenzhen, provocando um deslizamento de terra com grandes proporções, que engoliu prédios, casas e deixou, até o momento, ao menos 91 desaparecidos.

Segundo testemunhas, ouviu-se uma grande explosão, e em seguida a massa de terra tomou toda a área industrial, que se localiza próximo a Hong Kong. O acidente aconteceu na manhã de domingo (20).

A agência oficial Xinhua informou que 1500 homens da segurança nacional, além de 100 carros de bombeiros, foram enviados ao local.

informações atualizadas do Corpo de Bombeiros dão conta de que trata-se de uma grande catástrofe, e o trabalho dos socorristas está bastante dificultado devido às más condições climáticas (chove muito no local da tragédia), ao barro escorregadio e à pouca visibilidade.

Publicidade
Publicidade

A procura por sobreviventes é intensa e até o presente momento foram notificados 91 nomes de desaparecidos. Fotos do local da tragédia mostram montanhas de terra de até 10 metros de altura, enquanto tratores e homens com pás retiram, lentamente, o barro que soterrou vários hectares da área.

Há indícios de falha humana que acarretaram a tragédia, uma vez que toneladas de terra de construções realizadas na região do acidente estavam sendo acumuladas. Montanhas de terra que, segundo testemunhas, chegavam a mais de 100 metros de altura.

Com a chuva forte que atingiu a região no domingo, por volta das 11h40, iniciou-se o deslizamento da terra, que rompeu uma tubulação de gás, causando uma explosão, em seguida a gigantesca montanha de barro avançou sobre as casas, edifícios e demais construções.

Publicidade

O jornal Shenzhen Evening News informou que aproximadamente 1000 pessoas foram retiradas às pressas do local, antes que houvesse o deslizamento de terra. O deslizamento de domingo (20) em Shenzhen é mais uma na série de tragédias que assolou a China em 2015.

No início do ano, houve uma avalanche em Xangai que deixou 36 mortos. No mês de junho, o cruzeiro Estela do Oriente virou inesperadamente no rio Yangtsé, causando a morte de 436 pessoas. Explosões em um armazém de produtos químicos em agosto deixou 165 mortos.

As buscas pelos desaparecidos em Shenzhen continua nesta segunda (21). #China #Chuvas Torrenciais