Depois de várias décadas onde os bancos suíços mantinham o segredo das contas dos seus clientes, as novas regras suíças obrigaram que as instituições revelassem finalmente milhares de contas “esquecidas” e que não foram mexidas nos últimos 60 anos. No total, segundo informa o canal “Tvi24”, mais de 40 milhões de euros foram registados nas primeiras listas tornadas públicas pelos bancos suíços. Apesar de alguns nomes que podem ser brasileiros, cinco contas de origem portuguesa foram já detetadas.

Com um ano para reclamar suas heranças, milhares de pessoas estão agora consultando a extensa lista para descobrir se estão ricos e milionários durante esse tempo todo, sem terem conhecimento desse fato.

Publicidade
Publicidade

Se o dinheiro, daqui a um ano, não for reclamado, o Estado suíço vai ficar com a sua totalidade, obrigando os herdeiros a provarem exaustivamente seus direitos sobre as contas que foram esquecidas durante todo esse tempo.

Em um extenso trabalho de investigação, o prestigiado canal britânico “BBC” revelou alguns nomes que podem ser de origem brasileira ou então portuguesa. Titulares com nomes como: Henri Alves, Pantaleão Machado, Maria Dias de Oliveira, Anne-Marie de Castro, Francisco Coelho de Campos ou então Aurélio Manzoni parecem indicar que alguns brasileiros e portugueses tem muito dinheiro por reclamar, sem terem tido conhecimento até o governo suíço ter mudado suas regras recentemente.

Assim, atravessando um longo processo burocrático, que promete retirar muito do tempo aos herdeiros que tinham contas de familiares por reclamar há mais de sessenta anos, muitas pessoas vão ter uma prende de natal muito recheada, praticamente vinda do nada.

Publicidade

Depois de terem revelado milhares de nomes dos titulares das contas, que fazem com que mais de 40 milhões de euros não tenham sido reclamados durante tantas décadas, os bancos suíços podem nas próximas semanas publicar ainda mais lista, ou seja, mais dinheiro que ficou completamente parado. Por isso mesmo, além dos nomes de origem portuguesa revelados pela “BBC”, é altamente provável que mais portugueses e compatriotas estejam milionários sem saberem até hoje. #Europa #Crise #Crise econômica