Após o bloqueio do WhatsApp entrar em vigor em todo o território brasileiro, o fundador do Facebook, que há algum tempo também adquiriu o aplicativo de mensagens, foi em sua rede social e publicou um post com tom de desabafo. Nele, Zuckerberg se diz chocado com a decisão, de um único juiz, de impedir que milhões de brasileiros tenham acesso a um app tão popular e que faz parte da vida das pessoas. 

Em seu post, ele garantiu que está trabalhando a fim de corrigir rapidamente esse problema. Ele afirmou que lhe parece esquisito que, por causa de proteger a privacidade dos seus usuários, o juiz tenha decidido punir mais de 100 milhões de brasileiros.

Publicidade
Publicidade

Na opinião do CEO do Facebook, a decisão é radical e imprime um aspecto de isolamento ao Brasil.

Ele acha triste que tal decisão tenha sido tomada, sobretudo, porque os brasileiros estão entre as nações mais ativas nos aplicativos e redes de comunicação da #Internet

Ao final de seu texto, Mark Zuckerberg lançou duas hashtags a fim de que os brasileiros e demais internautas se unam contra essa decisão, que parece ir na contramão do resto do mundo. As duas hashtags são #ConnectBrazil e #ConnecttheWorld.

Entenda a decisão

A decisão foi tomada pelo STJ de São Bernardo do Campo. Alega-se que o aplicativo de mensagem teria ignorado duas reprimendas da #Justiça brasileira. Na última delas, uma multa foi fixada e depois disso o #WhatsApp continuou sem responder. Então foi divulgada a decisão de suspender o serviço pelo prazo de 48 horas.

Publicidade

Muitos brasileiros estão irritados com a decisão, o que fez o assunto ser um dos mais comentados no Twitter hoje. Além disso, outros aplicativos de mensagem estão sendo usados para o mesmo fim que o WhatsApp. Entre eles, o que teve maior sucesso até agora foi um chamado Telegram, que obteve um ganho de mais de 500 mil usuários no prazo mínimo de apenas três horas. 

O próprio Mark Zuckerberg sugeriu uma alternativa para os brasileiros se comunicarem online. Ele afirmou que o Facebook Messenger estava funcionando normalmente.