Morreu a pequena Luna. Em vésperas de Natal, os pais anunciaram a triste notícia de que "a pequena guerreira" perdeu sua batalha e morreu nesta quarta-feira, dia 23 de dezembro. Após três anos de luta contra a leucemia, os pais se despediram de Luna, uma menina de seis anos, que viu recusado um tratamento no hospital na Inglaterra, por falta de dinheiro.

Nos últimos dias, seu estado clínico se agravou e a criança não conseguiu resistir a uma pneumonia, morrendo no Instituto Português de Oncologia (IPO), no Porto

Luna foi diagnosticada com leucemia, quando tinha três anos, e seu estado grave obrigava a vários tratamentos, enquanto aguardava por um transplante de medula óssea, que chegaria a conseguir.

Publicidade
Publicidade

A criança recebeu o transplante necessário, mas acabaria por não ser suficiente. Seu estado de saúde não melhorava e já em janeiro de 2015, os médicos portugueses teriam contado para os pais da criança que não poderiam "fazer mais nada" pela menina, como escreve o Jornal de Notícias. 

Pais tentaram tratamento no estrangeiro

Adriano Moreira, um ex-goleiro de futebol, se negou a desistir. Tomando conhecimento de um caso de sucesso na Inglaterra, o pai de Luna a levou até ao hospital Great Ormond Street, que acabava de ser notícia por ter curado uma menina de prognóstico semelhante ao de Luna. 

O problema estava no custo. Os ingleses pediam 350 mil euros (1505 mil reais) para os pais de Luna, para fazerem esse tratamento. Um valor que teria que ser pago antes de começar o tratamento. Os pais ainda tentaram convencer o hospital a tomar conta da menina, enquanto eles reuniam o dinheiro, mas eles se mostraram irredutíveis e negaram tratar a criança portuguesa. 

Pais reuniram mais de 500 mil euros

Regressados a Portugal, os pais nunca desistiram de tentar esse tratamento e iniciaram uma angariação de fundos para a causa da Luna.

Publicidade

Com a ajuda da imprensa portuguesa e das redes sociais, os pais conseguiram, recentemente, angariar mais de 500 mil euros (2150 mil reais), e iriam tentar o hospital inglês ou um outro, nos Estados Unidos, com o mesmo tratamento inovador. 

Mas, a menina não tinha mais forças. Uma pneumonia roubou seu último sopro de vida.

Os pais se despediram de Luna no Facebook. Confira:

#Família #Europa #sistema de saúde