Lexie Harford tem apenas 23 anos, mas muitos desses anos foram vividos com sofrimento. Na Inglaterra, onde nasceu e continua vivendo, foi vítima de bullying por muito tempo. Tudo por causa de uma marca de nascença que tem em todo o lado direito de seu rosto. Agora, a menina se fez mulher, resolveu aceitar suas marcas e prefere nem disfarçar elas com maquiagem. Ela está brilhando na #Internet, com suas selfies e tem já mais de 100 mil links, muitos elogios a sua beleza e coragem em se assumir como é. 

Graças a coragem de Lexie, muitas pessoas já garantiram não sentir mais vergonha de suas marcas vermelhas na pele. Vários comentários na rede social Imgur, onde Lexie faz suas publicações, se identificam com ela.

Publicidade
Publicidade

O caso da inglesa não é único, existem bem mais pessoas com marcas de nascença. Essa é uma missão que a jovem britânica está querendo desmistificar, para que entendam o que são essas marcas e para que não julguem tanto quem as têm. 

Lexie: 'Muito feia para amar'? 

Lexie foi convidada a participar do programa de televisão 'Muito feia para Amar', da emisora TLC. A garota recusou de pronto, até porque o convite era para pessoas com condição médica proibitiva. E para Lexie, esse não é o seu caso. "Se as pessoas com marcas de nascença se aceitassem, realmente não iriam em um show como esse", contou Lexie para a BBC

A jovem inglesa não se sente doente e apenas notou que era diferente das outras meninas aos nove anos de idade. Antes disso, foi uma menina feliz como todas as outras. Durante a adolescência, o bullying acabou tomando conta de sua vida, mas com ajuda da maquiagem foi camuflando suas marcas vermelhas e, principalmente, suas inseguranças.

Publicidade

Até que chegou um dia em que resolveu parar de esconder quem realmente era. Não voltou a esconder suas marcas, se assumiu do seu jeito e garante que isso nunca mais ficou incomodando ela.   

Além da partilha de sua história, da desmistificação de suas marcas de nascença com suas fotos que estão viralizando na Internet, Lexie pretende principalmente aumentar a consciência para que as pessoas não xinguem os outros só por terem essas diferenças desde o nascimento. Até porque Lexie já assumiu que não se acha 'muito feia para amar', nem para coisa nenhuma. O sucesso de suas fotos e toda a corrente positiva que geraram estão sendo sua melhor resposta.  #Europa