Pesquisadores do Instituto de Física do Globo de Paris afirmam ter descoberto que no núcleo da superfície terrestre estaria se deslocando de forma muito rápida, devido a um forte movimento das placas tectônicas no centro da Terra. O movimento estaria causando uma rápida transformação no núcleo terrestre, em uma região onde o magnetismo também está em rápida transformação.

Segundo Arnaud Chulliat Chulliat, professor do Instituto de Física de Paris, durante a pesquisa, pode-se observar que uma espécie de manto magnético muito misterioso provém do interior do núcleo. O fenômeno estaria causando o deslocamento do polo magnético da Terra, localizado hoje no norte do Canadá.

Publicidade
Publicidade

De acordo com os cientistas, o polo magnético poderá deslocar-se para a Sibéria nos próximos anos.

Ainda de acordo com os pesquisadores, o maior problema no momento é que o polo magnético da Terra não é um lugar fixo, e a medida que o tempo passa a sua localização muda, fazendo com que os mapas precisem ser atualizados a todo instante, para descobrir a sua atual localização.

O principal motivo desta atualização é que as cartas de navegação se utilizam de um sistema de meridianos, no qual todos os mapas cruzam os polos geográficos, os quais nem sempre estão localizados no centro destes polos.

Hoje, por exemplo, o polo magnético norte encontra-se localizado próximo a região da ilha canadense de Ellesmere, e o polo sul se encontra localizado na região próxima a ilha de Vitória, na Antártida.

Publicidade

Como as bússolas costumam apontar para o norte magnético, faz-se uma correção essencial na tentativa de descobrir onde fica o norte geográfico.

O polo norte magnético teria sido descoberto no ano de 1831. No entanto, em 1904, os cientistas da época descobriram que a sua atual posição se deslocava para o nordeste e movimentava-se a cerca de 15 km por ano em  direção a Sibéria. Uma nova pesquisa, realizada no ano de 2007, constatou que a velocidade média havia ultrapassado os 55 km/h, se deslocando rapidamente em direção a Sibéria.

Dínamo

Segundo Chulliat, o campo magnético é gerado pela rotação de um metal líquido encontrado ao redor do núcleo de ferro sólido. Esta matéria altamente aquecida se encontra no centro da Terra, criando uma espécie de fenômeno denominado ''efeito dínamo''.

''Apesar da descoberta, é difícil para os pesquisadores dar a certeza de que um dia o polo norte se deslocará para a Rússia. Afinal, ninguém sabe onde e como estas mudanças no núcleo da terra poderão se manifestar, fazendo o polo norte rumar em uma nova direção'', explicou Chulliat, durante encontro da União de Geofísica Americana #Curiosidades #universidade #EUA