Foi na zona do Algarve, sul de Portugal, que os primeiros alertas foram dados para a hipótese de terroristas do #Estado Islâmico estarem entrando no país. Segundo informa o “Jornal de Notícias”, se os três extremistas ainda estão em Portugal, certamente estarão na região do Algarve. Os motivos para terem optado por essa região portuguesa são simples: além de se conseguirem confundir com os milhares de turistas que estão nessa zona, a ligação marítima para o Norte de África é muito simples e direta. Por esses fatores, as autoridades portuguesas consideram a zona de Algarve como de alto risco para a presença de terroristas.

Há dois dias, quando a imprensa portuguesa informou que as autoridades estavam procurando por terroristas em Portugal, não se sabia ao certo por onde os três terroristas do Estado Islâmico, alegadamente responsáveis pelos atentados de Paris, podiam ter entrado.

Publicidade
Publicidade

Contudo, segundo novas informações de hoje, dia 19, o aviso dado pela Interpol e a polícia espanhola foi inicialmente enviado para a zona sul do país, mais concretamente o Algarve.

Pouco tempo depois, como garante o “Jornal de Notícias”, o aviso foi alargado para todo o território português, sendo a Polícia Judiciária informada imediatamente para a possibilidade da presença de homens extremistas fortemente armados que, segundo as maiores organizações de segurança internacional, “são altamente perigosos”. Ainda assim, as autoridades portuguesas garantiram publicamente, por várias vezes, que não há nenhum motivo para alarmes e que nada indica que possa haver uma ameaça terrorista em Portugal.

Desde 13 de novembro, data dos atentados de Paris que mataram mais de 130 pessoas, que um dos maiores responsáveis pela organização do massacre, de origem belga, se encontra em fuga por toda a #Europa.

Publicidade

Em pouco mais de um mês, o terrorista do Estado Islâmico já teria sido visto em vários locais da Europa, tais como Bélgica, França, Espanha, Suíça e agora em Portugal, mais concretamente na zona do Algarve. Responsáveis portuguesas pela segurança de Portugal garantem que, mesmo que os três terroristas estejam em Portugal, seria sempre como um plano de fuga e não mais do que isso. #Terrorismo