Foi divulgado esta quinta-feira, 3, um estudo realizado pela Universidade de Oxford em que podemos ver uma estimativa da evolução tecnológica dos robôs e dos programas de inteligência artificial. A estimativa mostra que em 2030 metade dos empregos disponíveis no Japão poderão vir a ser ocupados por programas de inteligência artificial ou até mesmo robôs.

Segundo os investigadores responsáveis por este estudo da Universidade de Oxford, 49% dos empregos no Japão poderão vir a ser substituídos por robôs já nos próximos quinze anos. No Japão a percentagem destes empregos que poderão ser ocupados por "máquinas" é bastante elevada comparando com outros países também estudados, como o Reino Unido e os Estados Unidos. Nos Estados Unidos, a percentagem de empregos que poderá vir a ser substituída por sistemas de inteligência artificial é de 47%.

Publicidade
Publicidade

No Reino Unido esta mesma percentagem ronda os 35%.

Os investigadores realizaram vários testes em várias profissões no Japão. Para determinarem se uma profissão poderá ser trocada por um sistema de inteligência artificial ou até mesmo um robô, os investigadores tiveram de entender os níveis de conhecimentos específicos e criatividade necessários para cada profissão. Os empregos que estão mais relacionados com a análise de dados ou até mesmo com operações sistemáticas poderão ser realizados por estes sistemas de inteligência artificial daqui a poucos anos. As profissões mais "ameaçadas" por esta provável queda de mão de obra no futuro são principalmente recepcionistas, operários de fábricas e também todas as profissões relacionadas com a segurança.

Segundo o estudo, todas as outras profissões que necessitam de elevados níveis de conhecimentos específicos ou de, por exemplo, cooperação, mais dificilmente serão substituídas por robôs no futuro.

Publicidade

O governo do Japão preocupou-se com o rápido desenvolvimento destas novas tecnologias porque a população neste país está cada vez mais envelhecida, e assim provoca um aumento do custo da mão-de-obra. Neste momento, mais de um quarto da população japonesa tem mais de 65 anos. #Curiosidades