Pouco mais de setenta anos após o término da segunda guerra mundial, que ceifou a vida de mais de 70 MILHÕES DE PESSOAS, torna-se ainda mais real e assustadora a possibilidade de uma terceira e mais avassaladora guerra eclodir à qualquer momento.

Por toda parte é possível encontrar grandes líderes mundiais se desentendendo ou buscando cada vez mais poder. Veja apenas alguns dos fatos que poderiam gerar uma nova guerra antes mesmo do teste da bomba de hidrogênio da Coreia do Norte:

Guerra contra o terrorismo e tensões sobre a Síria

O terrorismo tem se tornado a maior ameaça da comunidade internacional nos últimos quase vinte anos.

Publicidade
Publicidade

Desde os ataques às torres gêmeas do World Trade Center, em 11 de setembro de 2001, novos grupos terroristas surgiram, alguns seguidores da Al-Qaeda, grupo liderado por Bin Laden durante os ataques de 2001 e outros com objetivos semelhantes, entretanto, rivais entre si, como o Estado Islâmico, que tem 'explodido' membros da Al-Qaeda.

Esses grupos, ainda que se desentendendo, têm como alguns de seus objetivos assustadores, conquistar a Europa para ter poder suficiente para levar a shari´a para todos os países, tornando o mundo um só califado. Para começar suas 'conquistas', tanto EI, quanto Al-Qaeda, já divulgaram vídeos na internet em que dizem que dominarão Paris, depois partirão para Roma, na Itália; Espanha e Portugal. Os terroristas também tem planos de realizar ataques no Reino Unido e Estados Unidos antes de suas 'conquistas'.

Publicidade

Após o massacre de Paris, coalizões foram criadas para bombardear e destruir o EI, entretanto, líderes das duas principais potências do mundo não concordam quanto aos meios para se vencer os jihadistas. De um lado, a coalizão liderada pelos EUA, que acredita que sem derrubar o governo de Assad, na Síria, não é possível vencer os terroristas. Do outro lado, uma coalizão liderada pela Rússia e que também conta com o governo de Assad na luta contra o terrorismo.

Putin já mandou as tropas americanas não se aproximarem do espaço aéreo da Síria, Obama ignorou e continua fazendo bombardeios. O clima entre os dois países está cada vez mais tenso e a Rússia pode revidar os ataques que venham a atingir seu aliado sírio e contará com o Irã, Iraque e Hezbollah, além de outros aliados.

Bomba nuclear e o pânico mundial

Após a Coreia do Norte anunciar que realizou testes com uma bomba de hidrogênio poderosíssima, dezenas de países repudiaram e condenaram o ato norte-coreano, inclusive nações aliadas ao ditador Kim Jong-Un. O Conselho de Segurança da #ONU decidiu realizar uma reunião de emergência com seus membros para tomar medidas à respeito do teste.

O teste, que não é o primeiro a ser realizado pelo país nos últimos anos, é perigoso, ilegal e desnecessário segundo a comunidade internacional, além disso, fere as resoluções do Conselho de Segurança da ONU e o direito internacional. O uso dessa bomba pode gerar danos irreparáveis e imensuráveis.

Qual a sua #Opinião sobre isso? Deixe seu comentário. #União Europeia