O jornal inglês The Guardian publicou um vídeo que foi, alegadamente produzido e divulgado pelo #Estado Islâmico. Na gravação, com cerca de 11 minutos, é mostrada a execução de cinco reféns acusados de espionagem ao serviço do Reino Unido. Porém, uma outra figura está tendo destaque depois da publicação do vídeo, é uma criança com sotaque britânico que, no final, faz ameaças a todos os “não crentes” britânicos.

De acordo com o Pentágono, o conhecido Jihadista John morreu em novembro depois de um ataque aéreo, na Síria, mas agora, o Estado Islâmico parece ter encontrado um novo carrasco para as suas sangrentas execuções.

Publicidade
Publicidade

No novo vídeo, o homem aparece de cara tapada e com uma arma na mão. À sua frente estão cinco reféns vestidos de laranja, cinco homens que o EI diz serem espiões ao serviço do Reino Unido.

O “novo Jihadista John” começa por dizer que aquela era uma mensagem para David Cameron, o primeiro-ministro britânico, e diz ainda que têm em curso um plano para atacar o coração do Reino Unido. Depois dessas palavras, o vídeo mostra a execução dos cinco homens.

No final do vídeo, aparece uma criança vestida com uniforme militar. O menino, que deve ter entre seis a sete anos, diz, em inglês com sotaque britânico, que ele e os outros membros do Estado Islâmico vão a caminho para matar todos os não crentes.

Os serviços secretos britânicos estão já tentando identificar o homem, no entanto, o The Guardian diz que as autoridades do país desconfiam que o vídeo seja falso e apenas uma manobra da organização terrorista para desviar a atenção dos fracassos que tem tido ultimamente.

Publicidade

Criança reconhecida pelo seu avô

Entretanto, um homem residente na cidade de Londres contatou o canal de televisão Channel 4 para revelar que o menino que aparece no vídeo é o seu neto. O homem, Sunday Dare, afirmou que o seu neto foi levado recentemente pela mãe para a Síria. A identificação da criança não foi revelada oficialmente, mas os mídia do país de Sua Majestade já o estão apelidando como “Jihadista Júnior”.

O Primeiro-ministro David Cameron, entretanto, já condenou o vídeo publicamente, referindo que o seu Governo e as autoridades do país estão fazendo tudo para encontrar os responsáveis por tais atos.

O que você acha sobre mais esse vídeo do Estado Islâmico? Acha que é real ou apenas propaganda? Escreva a sua opinião nos comentários. #Terrorismo #Europa