Já não é a primeira vez que o #Estado Islâmico (EI)  ameaça a Península Ibérica, acusando Portugal e Espanha de terem expulsado os muçulmanos da região. Agora, uma das próximas missões do temível EI seria recuperar o terreno, destruindo os portugueses e espanhóis. O anúncio surgiu em um vídeo de oito minutos, onde um homem, de cara tapada, ficou ameaçando os dois países que "pagarão muito caro" a expulsão de muitos séculos atrás (século VIII).

Após mais uma ameaça, cresce a insegurança nos dois países, uma vez que os terroristas pareciam decididos em causar o pânico também na Espanha e em Portugal. "Vocês nos atacaram no passado, e nós os atacaremos agora", garantiu o homem, que falou em francês nesse vídeo. 

Durante as ameaças, ele não fala como se fosse uma destruição gratuita, mas sim, para recuperar o que teria sido deles no passado.

Publicidade
Publicidade

Citando algumas regiões da Andaluzia, na Espanha, o jihadista garantiu que essas terras, Córdova, Toledo e Játiva, não são espanholas, nem portuguesas, mas sim muçulmanas - daí eles se acharem no direito de reivindicar esse espaço para eles novamente. 

"O que vai acontecer, vai fazer esquecer os atentados" anteriores, citando duas das maiores tragédias no Ocidente, provocadas por terroristas. Segundo esse homem, o ataque que teriam planejado seria pior ainda do que os atentados nas Torres Gêmeas, em Nova Iorque, de 11 de setembro de 2001 e do que os recentes ataques sobre Paris, de 13 de novembro de 2015. 

No mesmo vídeo, o homem ameaça ainda o Reino Unido, prometendo um ataque temível. "Com o poder de Alá, entregaremos uma mensagem tão eloquente que até o cabelo dos bebês se tornará branco", ameaçou o porta-voz.

Publicidade

Do homem, apesar da cara tapada, se nota que é branco, possivelmente ocidental, que se teria radicalizado no Estado Islâmico, para combater junto com eles. 

Muitas ameaças contra a #Europa, contra países que, até agora, têm passado incólumes nos ataques terroristas. No vídeo, mostraram ainda uma execução brutal contra vários homens, ajoelhados no chão, enquanto elementos do ISIS disparam contra eles. #Terrorismo