De acordo com Rob Wainwright que é diretor da Europol, a grupo de terrorista autodenominado Estado Islâmico, está em andamento o planejamento de diversos atentados de grandes proporções em toda a #Europa.

De acordo com a Europol, o órgão inaugurou nesta segunda-feira, 25, mais um centro antiterror, de acordo com as investigações a França ainda é o principal foco do grupo terrorista. Lembrando que em novembro ela sofreu uma série de ataques em sua capital, vitimando 130 pessoas.

Fica localizado em Haia o novo centro antiterror, a princípio o órgão contará com cerca de 40 agentes, a principal função dos analistas será rastrear os cidadãos europeus que atualmente fazem parte do grupo terrorista, de acordo com estudos, pode se chegar a 5000 cidadãos europeus radicalizados pelo EL.

Publicidade
Publicidade

O centro antiterror de Haia servirá também para troca de informações com os mais variados órgãos de inteligência espalhado por todo continente europeu, trabalhando em forma de cooperativismo.

Segundo a Europol através de um relatório, o #Estado Islâmico atualmente tem total capacidade e militantes a disposição para realizar com sucesso diversos atentados por toda Europa. Os militantes europeus tem capacidade e liberdade para adaptar seus planos de ataques de acordo com a movimentação local e dentro das adversidades apresentadas no momento dos ataques, e por sua capacidade de infiltrar, viver nas sombras e o alto número de cidadãos europeus acaba dificultando a detecção de todas as células pelas autoridades policiais europeias. Ainda segundo o relatório os novos ataques serão dirigidos a alvos de fácil acesso, com foco em obter o maior número de mortes, o que leva a crer que se trate de locais turísticos.

Publicidade

A Europou afirmou que não tem nem uma evidência concreta que tenham terroristas infiltrados no meio dos refugiados que chegaram nos países europeus no ano de 2015.

Sobre o perfil dos membros do EI de acordo com a Europol, cerca de 20% dos estrangeiros que se jantaram ao grupo terrorista, em algum momento de sua vida pregressa já foram diagnosticados com problemas mentais e 80% já teriam cometido infrações criminais. #Terrorismo